segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Literatura Erótica

Não quero parecer inocente ou enjoada, mas não sei se deva dizer que este livro pertence à literatura erótica se a algum género dai descendente que seja considerado pornográfico. Sim é demasiado explícito, quem sabe talvez seja esse o encanto de Henry Miller, porém há passagens que ficaríamos melhor apenas as imaginar pelas nossas próprias representações, mas não, ele faz questão de nos devolver cada minuto, cada imagem, através das mais bem escolhidas palavras, dotadas de quase o que possamos considerar resquícios de malvadez ;)

E tenho de confessar que fiquei mais curiosa com Sexus, Nexus, Plexus... mas quero arranjá-los antigos, tal como tenho o Sexus.

Sem comentários :