terça-feira, 26 de outubro de 2010

Silêncio de Ferro, Marcello Fois, ASA

Das minhas primeiras incursões pela literatura italiana.

O que se podia esperar crimes? Amor? ódio? São italianos e bastam, será?
Talvez tivesse feito uma grande expectativa quando li a sinopse do livro e a verdade é que a história não me surpreendeu e a narrativa também não.

Num livro inteiro e apesar de não ser grande (154p) só houve uma folha dobrada a salientar uma frase que em nada se liga ao livro, mas sim a mim mesma...

"Há uma data de coisas de que me lembro, demasiadas talvez. Às vezes tenho a sensação de que a cabeça é demasiado pequena para caber lá tudo e aperto as têmporas, quero esquecer, quero ir-me embora."

Desta vez não foi um pequeno prazer...

ASA

Sem comentários :