quinta-feira, 18 de agosto de 2011

As celebridades e os amigos de 4 patas

A vida e as opiniões do cão Maf e da sua amiga Marilyn Monroe

Marilyn Monroe vista e descrita aos olhos do fiel amigo, Maf
Maf, um presente de Frank Sinatra, para alegrar a icon da moda, da beleza, do cinema...
a fantástica Marilyn devastada pelo rompimento com Henry Miller...
a depressão, o desgosto, as vicissitudes de quem é famoso e vê a sua vida badalada a toda a hora
Um cão com uma personalidade astuta, mordaz, altruísta, sarcástica, inteligente e entendido em diversas matérias... sim estamos a falar de um cão, sim um cão que se parece com gente, sente mais do certo gente... e tem preocupações e sentimentos mais nobres e genuínos que muitos humanos...

Um livro especulativo, biográfico, revelador, quase um diário dos últimos tempos da diva, atormentada pelos seus problemas, dependências, infortúnios, lendas e coscuvilhices à volta dela e por sinal, igualmente à volta do seu Maf, abreviatura para Máfia... outra especulação sobre as possíveis participações do próprio Sinatra no mundo obscuro do crime organizado!? Será?
Como podemos nós saber até que ponto as estórias à volta de tais celebridades são ou não verdadeiras!? Bem, o livro ter o autor que tem, Andrew O’Hagan, já seria uma garantia... mas porque será que a maior parte das biografias dos grandes ídolos só são publicadas postumamente!? Não é justo, já não se encontram cá as personagens principais para justificarem, aclararem... ou não, os factos descritos!!!

Até à data não sou muito fã de biografias, suspeito sempre do cunho de tais obras. Se forem muito defensivas da personagem em si, fico com dúvida se tanta exaltação é realmente verdadeira, se forem sempre negativas, fico com a sensação de que são mais do mesmo e que nada há que se possa dizer em defesa de tal pessoa!? Também já tenho pensado que talvez não hajam assim tantas personagens que possam valer as minhas horas de leituras... talvez não seja verdade, mas até agora o que é verdade é que obras biográficas são poucas.

Sabe-se que a história é verídica, desde a existência do cão, à sua origem escocesa, mas discutível e fruto de miscigenação canina... será que é isso que lhe confere tal personalidade!? ;), que foi presente do famoso cantor e galã do qual se suspeitava ligações à máfia e então para badalar ainda mais a história e provocar a impressa, Marylin nomeou o seu fiel amigo com o diminutivo Maf.
Maf esteve durante os últimos dois anos de vida da celebridade, sendo igualmente uma celebridade como ela, levando uma tremenda vida VIP ou será VID - very important dog ;)

Enfim, heis um resultado divertido, com episódios hilariantes entre lojas e restaurantes. Um quase autor-retrato pela pata narrativa de um cão!!!

Espero que gostem.

Sem comentários :