quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Scarpetta de Patricia Cornewell, Editorial Presença



La reina de la morgue ... é assim que a revista "Que Leer" designa Scarpetta ou melhor a personagem criada por Patricia Cornwell.

Há quase duas décadas que a autora tem dado o mote para que séries televisivas como CSI ou outras semelhantes povoem o nosso inconsciente com crimes, estudos forenses e mentes brilhantes que deslindam os mais complicados crimes, aliados a criminosos mirabolantes e que deixam perplexa a opinião pública com as atrocidades de que são capazes.

E como não seria excepção SCARPETTA é igualmente uma obra policial recheada de acontecimentos científicos na sequência dos crimes horrendos causados pelo tão aguardado culpado.

A fixação de Oscar em Kay Scarpetta, o misterioso Gotham Gotcha, os típicos policias como Morales ou Marino ou os ratos de laboratório que por vezes só ajudam a complicar... este livro é um verdadeiro episódio do CSI ou das Mentes Criminosas mas em papel.

A descrição de cada decisão, personagem, relações, mistérios, casas, visões, ou até o trago dos whiskey's caros, o suor, o sangue, as dificuldades tecnológicas e todos os detalhes desta história aguçam ainda mais o seu ritmo e o desejo de descobrir quem afinal matou Terri Bridges.

No meio de tanto crime, seja dos sucessivos livros de Patrícia Cornwell, seja de tantas séries televisivas alusivas à ciência forense, parece-me a mim que o maior crime será: ser este o meu primeiro livro desta autora! Fiquei ainda mais com essa certeza depois de ler a entrevista que deu as primeiras palavras a esta pequena critica. 

Só vejo um senão, um mas na literatura policial, é que é quase que impossível falar de policiais sem falar em mortes, raptos, abusos e todo o tipo de violência que envolve, mas ... mais uma vez culpem a sociedade que temos, pois o que é verdade é que um livro assim, prende, envolve-nos... alguns até nos tiram o sono, tal qual certos episódios das séries do mesmo género.

No entanto, acredito que o mesmo delito esteja a ser cometido por muitos outros leitores e blogueiros, pois foi difícil encontrar informação sobre a autora e os seus livros e sagas, pois existem poucos a referir a Kay Scarpetta ou Cornwell por si só. Porém, pelo livro que tenho em mãos, conto quase 20 livros publicados pela Presença.

Desta forma, e porque uma parceria com a Presença seria bastante do nosso agrado, seja para policiais desta autora ou títulos de outros, iremos fazer um próximo passatempo com este livro, já que fui brindada com o mesmo por duas vezes, uma por passatempo e outra como presente.

Contem com novidades para breve.


Sem comentários :