domingo, 29 de dezembro de 2013

Opinião "A Caminhar para o Desastre"

Quem ainda não se tinha apaixonado por Travis Maddox, tem aqui a sua oportunidade.
Estou a brincar!
:)
Temia ler esta história do ponto de vista do Travis, visto que é escrita por uma mulher mas acho que bateu no vinte. Cresci rodeada de amigos homens e ainda hoje, se me derem a escolher, sou capaz de preferir sentar-me a beber café com mais homens que mulheres, desde que estes tenham alguns dedos de testa que se traduzam em conversas minimamente civilizadas e interessantes. Foi curioso ler a história do ponto de vista masculino porque a mesma história nunca é contada da mesma maneira por pessoas diferentes e o que recordamos, sentimos e experienciamos depende sempre da pessoa que somos e do nosso passado. Conhecer o ponto de vista de Travis preencheu as lacunas deixadas no primeiro livro. Em “Um Desastre Maravilhoso” a grande maioria de nós é capaz de terminar o livro a dizer que Travis é um brutamontes mas com este livro acabamos por perceber que há mais para descobrir debaixo da faceta do durão que ameaça tudo e todos. 
Compreendemos que Travis sempre viveu de acordo com a última coisa que a mãe lhe disse antes de falecer.
«Ama intensamente…Luta ainda mais intensamente…»


A minha tentativa de booktrailer

Claro que nem sempre era necessário levar a expressão tão a peito e partir tudo o que lhe aparece pela frente mas ficamos a conhecer os seus pensamento nas situações em que mais vontade tive de lhe dar com o livro na cabeça enquanto lia "Um Desastre Maravilhoso".
Embora Travis seja uma descrito com um rapaz inteligente (além de giro), tem um pavio curto, consequências de ter crescido no meio uma família exclusivamente masculina que resolvia muitas das questões à porrada. Dessa educação à bruta, Travis herdou grande capacidades de luta e é nos combates ilegais que ganha o dinheiro necessário para viver confortavelmente e a ter, basicamente, tudo o que quer, mesmo no que toca a mulheres.
Abby foi a excepção, porque foi a primeira que aos seus olhos seu deu ao respeito e que não lhe saltou para o colo na primeira vez que o viu.
Sem dúvida, a relação de Travis e Abby é um desastre, uma história em que quando se dá um passo à frente se dão logo dois atrás mas era inevitável.
Como Travis diz
"Embora tivéssemos feito a vida um ao outro num inferno, a verdade é que tínhamos encontrado o céu. Talvez fosse mais do que o merecido por um casal de pecadores..."

Que mais posso dizer para vos convencer a ler este livro?
Estou cheia de vontade de fazer uma tatuagem, de andar de mota (para não dizer comprar!) e de ler o terceiro livro. Depois do epílogo que tanto me surpreendeu no final do livro, não se podia esperar outra coisa.
 Pergunto-me, o que nos espera em "A Beautiful Wedding"?

Hey, não é spoilers, ou acham que depois de contornar dezenas de obstáculos estes dois não tinham um final feliz?!
Claro que sim!

O terceiro livro foi lançado na versão original no início deste mês e esperamos ter notícias sobre o lançamento em português até ao final do ano :)

Já se fala numa adaptação cinematográfica mas as notícias que encontro são do ano passado e até agora, nada mas, vamos esperar :)



Uma leitura com o apoio 
http://www.planeta.pt/livro/um-desastre-maravilhoso

2 comentários :

Marina Marques disse...

Olá! Conseguem esclarecer-me uma coisa? Estava a pensar começar a ler estes livros, parecem-me intensos e com uma história romântica completamente inebriante, mas não percebo a sequência. Podem explicar-me quantos livros são? Obrigada :)

ElsaR disse...

Marina Marques, publicados cá, são dois
1º um desastre maravilhoso - na perspectiva dela
2º A caminhar para o Desastre - na perspectiva dele

existe um terceiro livro Beautifull Wedding mas nunca chegou cá.

Os irmãos dele também têm livros, que foram publicados depois.
Mas comece pelo desastre maravilhoso, vai adorar.