Pesquisar neste blogue

A carregar...

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Passatempo 900 seguidores - «O Impérios dos Homens Bons» de Tiago Rebelo


Com a apoio da ASA estamos a oferecer o novo romance de Tiago Rebelo


Sigam o LINK para acederem ao passatempo também no facebook e divulgarem-no.
DIVULGUE-O!!!

Atenção: O preenchimento do formulário é obrigatório para se habilitar ao passatempo.

Regras:
Só uma participação por pessoa. Para quem indicar nome de seguidor e fã no facebook, a participação vale por duas. E aparecerem nas recomendações, conta mais uma vez. 
Gosto e partilha pública (quando a participação for no facebook)
Ser seguidor (quando a participação for no blogue)
Sorteamos o livro no random.org entre todos os participantes.
Só aceitamos participações de residentes em Portugal.
O passatempo é válido até sexta, dia 17/06/2013!!!
Não nos responsabilizamos por nenhum extravio, caso o vencedor queira o envio do livro em correio registado, deverá cobrir as despesas de envio.
Ao fim de apurado o vencedor este tem 7 dias a contar da data de o termos anunciado para nos enviar os dados para onde remeter o livro, findo esse prazo, o vencedor perde o direito ao livro/prémio.

DIVULGUEM AO MÁXIMO - OBRIGADA!!!

É com enorme gosto que celebramos mais uma parceria...

É como bastante gosto que nos juntamos a João Batista, escritor e CEO da Editora Livros de Ontem


Para uma nova parceria, que começará já com a nova publicação «Nós, Vida» de Álvaro Cordeiro


Apareçam no lançamento, esta quinta feira (06/06/2013) na Livraria Pó dos Livros

*
Mais novidades em breve!

Comecei a ler...

Não é um romance mas uma compilação de extraordinárias fantasias sexuais pela cabeça de mil personagens famosas. Vamos ver o que sai daqui (provavelmente ideias novas!) :P

Gosto da citação inicial:
"Na cama, o pecado principal é aborrecer, e quantas mais fantasias sejamos
capazes de compreender, melhor nos conheceremos."
 Sinopse: 
Nesta obra fascinante encontramos uma coleção das mais selvagens fantasias eróticas de mil personagens célebres de várias nacionalidades e épocas históricas – Oscar Wilde, Marilyn Monroe, Casanova, Freud, Dali, Maria Antonieta, Madonna, Napoleão, entre muitos outros. São explorados, com um inteligente sentido de humor, os pontos mais altos que a imaginação pode alcançar em termos de sexualidade, sendo abordados aspetos como a linguagem e os sons sexuais, a fogosidade descontrolada, as práticas incestuosas ou o fetichismo.

A autora, ao revelar as fantasias de personalidades conhecidas espera ajudar as pessoas comuns a lidarem com maior naturalidade com os seus próprios devaneios eróticos e a viverem o prazer sem preconceitos ou convenções. 
»Excerto«
Mais informações no site Editorial Presença

quarta-feira, 29 de maio de 2013

«O Colecionador de Mundos» de Ilija Trojanow - Opinião

Eu deveria ter desconfiado quando Günter Grass avaliou este livro e o comparou a um clássico. Ler Grass é uma aventura e um desafio, ler Trojanow não foi por isso diferente. A «Mody Dick» vou deixar para outras viagens literárias.

Ilija Trojanow é um verdadeiro admirador de Sir Richard Francis Burton, são palavras do próprio autor aquando da apresentação do livro em Lisboa, por isso, aquele que poderia ser um livro biográfico do oficial britânico é antes um romance com uma linha ténue entre o relato verídico e o ficcional, igualmente afirmações do autor, já que não possuo conhecimentos sobre a vida e a obra de Richard Burton.
Para além das considerações, quase sinopses do livro, assistir a esses pequenos trechos relatados pelo próprio autor, é captar a paixão do mesmo pelo tema e pela personagem, foi esse interesse e o cunho de uma escrita, que no desenrolar do livro se torna cada vez melhor, que me fez terminar este livro.

Se o início do ano foi marcado por Mo Yan e as particularidades de uma China distante e culturalmente afastada da minha realidade, chegou agora a vez de ler Trojanow e experienciar um romance igualmente difícil. Se nas primeiras 200 páginas houve uma luta muito grande para continuar a leitura, todas as dúvidas se dissiparam durante a peregrinação a Meca. É aqui, na segunda parte do livro que eu me viciei na escrita e  na acção ali descrita. Já na terceira parte, compreende-se perfeitamente o subtítulo «Na memória dissolve-se a escrita», se para mim é a parte melhor, é também a parte que retorna ao início e algumas dúvidas retornam, afinal, o que pretende Trojanow narrar? Que fio condutor encontramos na escrita sobre Burton? Será «O Colecionador de Mundos» quase um álbum das três grandes incursões camufladas do oficial britânico!?
Se nas últimas 170 páginas, as primeiras 40/50 arrancam levemente, as cem últimas fazem-nos desejar novas aventuras, talvez mais outra cem, quem sabe mais.

"De que tens medo, baba Sidi? Da linguagem dos tolos e ingénuos para a qual tu e outros como tu traduzem qualquer tipo de experiência. Aquilo que eu vi não encontra lugar nos pequenos espaços despidos que tu arranjas." (pp.336)

Se é no poder da palavra, seja ela escrita, ouvida ou falada que reside o fundamento da vida de um homem, então Burton foi exímio na qualidade da palavra que pronunciou. "Só havia uma possibilidade de não desperdiçar a sua vida: aprender línguas. As línguas eram armas. Com elas iria conseguir libertar-se das amarras do tédio, incentivar a sua carreira, enfrentar tarefas e desafios mais exigentes." (pp.50)


Se me perguntarem o que relata o livro, eu diria que o livro é uma aprendizagem, antes de mais, é uma história sobre aprendizagem. É um romance sobre o ser humano, a sociedade, o mundo, as culturas, as diferenças, mas acima de tudo a aprendizagem que podemos fazer uns dos outros, incentivando o nosso próprio conhecimento sobre o que somos capazes de fazer.
Se a Burton importava conhecer e falar a língua dos nativos, interessava-lhe igualmente experienciar, disfarçar-se para se interligar com os povos, conhecendo-os assim por dentro, no âmago das suas experiências culturais.

Se sempre lhe interessou a riqueza na mistura e na convivência com os povos, interessou-lhe também os segredos da religião, da tradição ou até da intimidade com uma mulher, uma cortesã e os segredos do prazer. É aqui que chega o primeiro grande episódio, que marca para mim este capítulo. O que serão verdadeiramente as cortesãs cobras e o envenenamento pelo prazer. Será este envenenamento pelo prazer uma metáfora para as grandes aventuras de Burton? Viveria ele uma história toda ela envenenada pela curiosidade e a ânsia de viver? Terá toda a vida de Burton um cunho de consumação por um amor maior?  Ou foi apenas um episódio digno das artes de cortesã, para atrasar o clímax!?

Se na Índia encontramos a melhor qualidade narrativa nas palavras de Naukaram ou até na relação com Upanitche (o homem com um livro no lugar do coração - pp.91), já a caminho de Meca, a riqueza da acção reside no extenso interrogatório que confere dinâmica e fluidez à própria viagem para que naveguemos até aos leitos do Nilo, onde ninguém conhecia o caminho, se ninguém conhecia o caminho, todos podiam servir de guia. É na voz de Sidi Mubarak Bombay que conhecemos a luta pelos diferentes ideais entre os wasungus Burton e Speke. Qualquer uma das partes revela duros episódios, mas descobertas e conquistas maiores ainda. O enredo e a narrativa acompanha majestosamente cada parte, diferenciando a escrita, consoante o narrador, a viagem e a própria presença marcante de Burton, fazendo-nos quase pensar que estamos na presença de três livros diferentes, que se completam é certo, mas que são em si metáfora para a crise interior de Burton, um homem que parecia insatisfeito com o que a sua cultura e sociedade lhe ofereciam, mas que sabia não pertencer às que visitava. As leis de Burton prendiam-no apenas à lealdade para com quem partilha o mundo, não se podia caminhar hoje ao lado de alguém, e amanhã abandoná-lo à sua sorte e miséria.

"O chicote não deixa para sempre marcas numa pela que se muda. Acreditem no que vos digo, meus amigos, o ser humano muda de pele como uma cobra." (pp.366)

Confesso que a pouco mais a meio do livro, tive necessidade de ler mais sobre o autor para compreender onde me levaria tal romance. Se da Índia colorida, mas suja, jejuamos com o oficial e aprendemos hindustani, deixamo-nos melhor ainda peregrinar e interrogar a caminho do local sagrado da fé islâmica, obrigando-nos (pelo menos a mim obrigou) a querer ter mais imagens do local. Por fim, assistimos à expedição até aos grandes lagos, às nascentes do Nilo. E lendo sobre o autor, descobrimos que talvez ele próprio se reveja na pertença ao mundo que Burton parecia sentir.


Quero ainda dizer que o "se" é a palavra que marca a leitura deste livro, pois tendo começado por uma afirmação "se eu o ler até ao fim", passei para "se eu tivesse a gostar!?" para agora, ao fim de um mês de leitura e mais de uma semana a fermentar a crítica, chego à fase de dizer "se este não será um dos favoritos deste ano!?"
Um livro que é em si uma verdadeira peregrinação à excentricidade de um homem que despertou a curiosidade e a aprendizagem de muitos.

Uma leitura que recomendo vividamente, já que aqui o que importa não é o destino, mas sim os capítulos da viagem.

*
Uma leitura com o apoio da Rede de Bibliotecas Municipais de Vila Franca de Xira que gentilmente adquiriram esta obra por sugestão do nosso blogue. Obrigada!

terça-feira, 28 de maio de 2013

PASSATEMPO - «Adeus, Berlim» de Wolfgang Herrndorf


UM LIVRO DE CULTO


Dois amigos. 
Um velho carro roubado. 
E um verão que mudará as suas vidas para sempre.
*
Celebrando a Primeira Noite Literária Europeia em Lisboa

PASSATEMPO 

Sigam o LINK para acederem ao passatempo também no facebook e divulgarem-no.
DIVULGUE-O!!!

Atenção: O preenchimento do formulário é obrigatório para se habilitar ao passatempo.

Regras:
Só uma participação por pessoa. Para quem indicar nome de seguidor e fã no facebook, a participação vale por duas. E aparecerem nas recomendações, conta mais uma vez. 
Gosto e partilha pública (quando a participação for no facebook)
Ser seguidor (quando a participação for no blogue)
Sorteamos o livro no random.org entre todos os participantes.
Só aceitamos participações de residentes em Portugal.
O passatempo é válido até sexta, dia 17/06/2013!!!
Não nos responsabilizamos por nenhum extravio, caso o vencedor queira o envio do livro em correio registado, deverá cobrir as despesas de envio.
Ao fim de apurado o vencedor este tem 7 dias a contar da data de o termos anunciado para nos enviar os dados para onde remeter o livro, findo esse prazo, o vencedor perde o direito ao livro/prémio.

DIVULGUEM AO MÁXIMO - OBRIGADA!!!



Mais informações sobre o livro, consulte o site da PRESENÇA
Um passatempo com o apoio da:

Para celebrar - Piquenique Literário - 1º Evento Efeito dos Livros


Piquenique Literário - 1º Evento Efeito dos Livros
25/05/2013
Evento na 83ª Feira do Livro de Lisboa

No passado dia 25 de Maio, realizamos, aquele que foi o nosso primeiro evento e Piquenique Literário que ocorreu na 83º Feira do Livro de Lisboa.
Antes de mais, queremos agradecer à equipa de organização da Feira do Livro e à APEL pelo apoio e coordenação de parcerias para o evento, destacando a TOFA, os Vinhos do Tejo e a Leya para presentearem os participantes.

Fica também o nosso obrigada a todos quantos os que participaram e trouxeram alegria, vivacidade, bom ambiente e claro, livros para este evento.
Quero destacar a presença e criatividade do autor, Miguel Miranda com o seu «Livro no Prego» e a autora Liliana Lavado com a ideia para a dinâmica do «Blind Book», ambos foram uns verdadeiros entusiastas, desde o primeiro momento.

Vários foram os autores e editores que se juntaram a nós, bem como bloggers e leitores, evidenciando aquilo que era pretendido: convívio e uma boa conversa entre todos, num ambiente informal, com a Feira do Livro como pano de fundo e claro sob o Efeito dos Livros. 

A equipa do Efeito dos Livros agradece a companhia e entusiasmo de todos, destacando ainda os nossos fotógrafos de serviços e leitores assíduos, Paulo Teles e Paulo Sequeira... amigos vocês já são o Efeito dos Livros. Obrigada.

Um obrigado aos amigos pessoais, virtuais e do livro que apoiam e nos brindam com a sua presença, mostrando que uns sem os outros não somos nada!

Até à próxima.
*
Aqui ficam algumas da selecção da selecção... contamos também com as vossas. Obrigada!













Aguardem pelo resultado do passatempo, a sortear entre os presentes no Piquenique Literário o livro «O Império dos Bons Homens» de Tiago Rebelo.
Obrigado ao autor e à ASA pelo apoio.

O nosso obrigado, mais uma vez, e não é demais à organização da Feira do Livro e à APEL.
Venham mais eventos!!!



"Obsessão" de Maya Banks - Novidades Bertrand

Eu gostei imenso do primeiro volume da série Highlander. Será a trilogia Sem Fôlego igualmente interessante?


 Obsessão 
Trilogia Sem Fôlego - 1º livro

» Excerto « 
 Sinopse
Gabe, Jace e Ash: três dos homens mais ricos e mais poderosos do país. Estão habituados a conseguir tudo aquilo que querem. Tudo mesmo. Para Gabe, trata-se de realizar uma fantasia em particular com uma mulher que era um fruto proibido. Agora, está no ponto para ser colhida… Quando Gabe Hamilton viu Mia Crestwell entrar no salão de baile na grande inauguração do seu hotel, soube que os seus planos haveriam de o levar direitinho ao inferno. Afinal de contas, Mia é a irmã mais nova do seu melhor amigo. Só que entretanto já não é uma menina. E Gabe esperou muito tempo para realizar os seus desejos. Gabe tem muitas vezes sido o protagonista dos sonhos de Mia, desde que ela era uma adolescente com um fraquinho pelo melhor amigo do irmão. Que importância tem que Gabe seja catorze anos mais velho? Mia sabe que ele é de um meio completamente diferente do dela, mas a atração que sente por ele não para de crescer. Agora é adulta e não há razão nenhuma para não realizar os seus desejos mais secretos. Quando Gabe começa a arrastá-la para o seu mundo provocador, Mia apercebe-se de que há muitas coisas que não sabe sobre ele ou sobre a precisão das suas exigências. A relação que partilham é intensa e obsessiva, mas, ao atravessarem a fronteira da odisseia sexual secreta para algo mais profundo, correm o risco de expor a natureza da sua relação e de ficar vulneráveis a uma traição mais íntima do que esperavam.

Mais informações no site da Bertrand


Mais informações sobre a trilogia no Goodreads

Comecei a ler...

Já tinha iniciado a leitura da versão em inglês no ano passado mas não consegui avançar muito. Vamos lá ler em Português, versão traduzida por José Rodrigues Miguéis e relançada pela Editorial Presença agora que temos a oportunidade de ver a adaptação cinematográfica de Baz Luhrmann, o meu realizador preferido.

(foto tirada na Feira do Livro de Lisboa - 2013)

Sinopse: 
Considerado a obra-prima de F. Scott Fitzgerald, O Grande Gatsby tornou-se não só um clássico da literatura do século XX, como o retrato mais expressivo da «idade do jazz», em todo o seu esplendor e decadência. Jay Gatsby é o herói que personifica o materialismo obsessivo e o desencanto do pós-Primeira Guerra Mundial. Esta edição de O Grande Gatsby foi traduzida e prefaciada por José Rodrigues Miguéis. Uma nova adaptação cinematográfica deste romance estreia em 2013, produzida e realizada por Baz Luhrmann e com Leonardo di Caprio no papel principal. 

» Trailer «
 » Excerto «
Para mais informações, consulte o site da Editorial Presença aqui.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

1º Evento Efeito dos Livros

PIQUENIQUE LITERÁRIO NA 83ª FEIRA DO LIVRO DE LISBOA


1º Evento Efeito dos Livros - Piquenique Literário

Aproveitando o conceito de descontracção que são os piqueniques, tivemos a ideia de levar a iniciativa até à Feira do Livro de Lisboa, mas no formato de PIQUENIQUE LITERÁRIO - este sábado 25/5/2013
https://www.facebook.com/events/301100700019990/

Localização: Relvado da Feira
Horário: a partir das 16h 

O Piquenique Literário tem por objectivo, um encontro e uma conversa informal, entre amigos do livro. A Feira do Livro de Lisboa é o cenário ideal para conhecermos leitores, bloggers, autores, editores... e quem mais quiser aparecer, para trocarmos impressões sobre livros e leituras... ou seja, o verdadeiro Efeito dos Livros.

Dinâmicas: Blind Book Date - troca de livros
Ao chegar ao Piquenique Literário - num género de check in, atribuímos uma etiqueta com o nome/blogue/outro e se a pessoa entregar um livro (ou mais) para A TROCA/BLIND BOOK (embrulhado de preferência) entregamos uma senha (por cada livro) para que à hora marcada (entre as 18 e as 18.30) entregue a sua senha, meta a mão no "blind book" (cesto/saco negro, onde depositamos os livros à chegada) e assim faz a troca.
VAMOS DIVULGAR!!! TRAGA UM LIVRO

Tragam uma manta/toalha para dar mais ambiente de piquenique e para se sentarem mais confortáveis.
O Piquenique Literário tem o apoio da APEL - A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros, com quem, neste momento, ainda estamos a organizar mais detalhes para que este evento decorra da forma mais agradável possível.

No decorrer do dia daremos mais detalhes, assim que vá sendo possível! Obrigada a todos - DIVULGUEM


O Piquenique Literário no Facebook - Evento - https://www.facebook.com/events/301100700019990/?directed_target_id=0

Consulte o Programa aqui: http://www.feiradolivrodelisboa.pt/

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Resultado do PASSATEMPO «A Confissão da Parteira» - Editorial Presença


PASSATEMPO COMEMORATIVO 2500 FÃS FACEBOOK


«A Confissão da Parteira», mais informações aqui

Mais uma vez contamos com o apoio da PRESENÇA que tanto tem apoiado o EFEITO DOS LIVROS. Obrigada!


VENCEDORA
Com um total de 389 participações, a participação vencedora é a nº 245 Kelly Mendes Ferreira. Envia-nos os teus dados para efeitodoslivros@gmail.com para receberes o livro «A Confissão da Parteira» PARABÉNS!


O envio do livro está a cargo da editora.
Recordamos que o blogue ou a editora não é responsável em caso de extravio pelos correios


Resultado do Passatempo «Um Amor Perdido» - Civilização Editora


Passatempo Comemorativo 2500 Fãs Facebook



VENCEDORA 


Com um total de 306 participações, a participação vencedora é o 63 Paula M. Mota - Paula Manuela Mota Cunha, vencedora através da participação como seguidora do blogue.
Aguardamos os seus dados para efeitodoslivros@gmail.com para posterior envio do livro. 
Obrigada e Parabéns

Mais uma vez contamos com o apoio da CIVILIZAÇÃO que tanto tem apoiado o EFEITO DOS LIVROS. Obrigada!

O envio do livro está a cargo da editora.



Recordamos que o blogue ou a editora não é responsável em caso de extravio pelos correios.

Resultado do PASSATEMPO COMEMORATIVO «A Frágil Doçura do Bolo de Limão» + Miminho 4U


«A Frágil Doçura do Bolo de Limão» + Miminho 4U




Com 471 participações, a participação vencedora é a 382, da Neusa Do Vale - participação vencedora validada como seguidora do blogue. 
Agradecemos o envio dos teus dados para efeitodoslivros@gmail.com, para que a Marcador e o 4U Atelier te enviem os prémios! PARABÉNS!



O envio do exemplar está a cargo da Editora e do Atelier:



Recordamos que o blogue ou a editora não é responsável em caso de extravio pelos correios.

22 de Maio - Dia Do Autor Português

A metade mais negra, Efeitocris, celebra o Dia Do Autor Português, assim:



O livro de Miguel Miranda aqui destacado, com o livro «A Paixão de K»
e voltou a ser novamente destacado aquando do começo da leitura deste «Dai-lhes, senhor, o eterno repouso», Edição Porto Editora, leitura essa já termina e que estou a terminar a review.

*

Destaco agora Manuel Monteiro com este «O Suave e o Negro»
Edições Quidnovi


Sinopse de «O Suave e o Negro»,

“Alexandre meteu-se na política porque acreditava que podia mudar o mundo e salvar todos os infelizes que se cruzavam com ele. Inconscientemente foi isso que tentou fazer com José, um músico incompreendido por todos e desequilibrado que viria a transformar-se na sua sombra. E Alexandre deixou-se manipular e passou a viver uma vida que não era a sua, preso a uma amizade doentia ancorada nas dívidas e amparada por um misto de culpa e compaixão. Uma amizade pode ser destrutiva a ponto de se transformar num vício? Pode”.

Sobre o autor
Manuel Monteiro nasceu em Lisboa em 1978. Trocou os números pelas letras, quando, depois de se licenciar em Economia, tirou uma pós-graduação em Jornalismo (ISCTE) e um curso de Revisão de Textos, na Universidade Católica.
Trabalhou como revisor literário da Editora Objectiva, da Planeta Editora, da Pergaminho, da Dinalivro, da Pedra da Lua, entre outras, durante oito anos, atividade que continua a exercer.
Foi colaborador do Ciberdúvidas. Exerce também a atividade de jornalista, sendo diretor da revista Portela Magazine e tendo já escrito para a Sábado, Os Meus Livros, O Independente, A Capital. Como autor, tem obra publicada na área da ficção (no ano de 2012, O Suave e o Negro pela Quidnovi), do conto e da poesia. Venceu alguns concursos literários, dos quais se destacam recentemente o Novos Talentos FNAC Literatura 2012.


AGENDA
Manuel Monteiro estará, já amanhã, 23/05/2013 na 83ª Feira do Livro de Lisboa
18h00 Pavilhão do próprio|Sessão de autógrafos - Verso da História
Sessão de autógrafos com o romancista Manuel Monteiro, autor do livro "O Suave e o Negro"

*
Miguel Miranda estará também na 83ª Feira do Livro no dia  10 de Junho
15h30 Pavilhão do próprio|Sessão de autógrafos - Porto Editora
Sessão de Autógrafos com Miguel Miranda 



quarta-feira, 22 de maio de 2013

Divulgação - Noite de Literatura Europeia, pela primeira vez em Lisboa


A Noite de Literatura Europeia invade o Bairro Alto, o Chiado, o Príncipe Real e o Rato no dia 24 de maio de 2013.

A primeira noite branca da literatura europeia decorre entre as 18h30 e as 22h30 simultaneamente em oito espaços da cidade – uma maratona de curtas leituras e dramatizações em língua portuguesa de obras de autores europeus contemporâneos. Atores e, em alguns casos, escritores dão corpo e voz aos textos. As leituras, de 15 minutos, repetem-se a cada meia-hora, de forma a permitir ao público visitar todos os locais e assistir ao programa completo.

Criado em Praga em 2008, este projeto, que procura despertar o interesse pela literatura europeia contemporânea, estreia-se este ano na capital portuguesa e promete espalhar a literatura pelas ruas.

A Noite de Literatura Europeia é organizada pelos parceiros da Rede Eunic Portugal (British Council, Goethe-Institut, Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, Instituto Cervantes, Instituto Cultural Romeno, Institut Français du Portugal, Instituto Ibero-Americano da Finlândia e Instituto Italiano de Cultura) e é apoiada pela Comissão Europeia.

Mais informação, aqui - http://www.literaturenights.eu/2013/city/lisbon/writing/?lang=pt - locais, autores, livros e eventos.



Em grande destaque está «O Livro do Ano» de Afonso Cruz, como o representante português nesta noite de Literatura Europeia. 
Veja mais sobre o autor e o evento, no blogue da Objectiva - Alfaguara.

Afonso Cruz é editado actualmente pela Alfaguara, uma chancela da 

EVENTO COMPLEMENTAR - na 83ª Feira do Livro de Lisboa

A 25 de maio de 2013, vai ter lugar no auditório da Feira do Livro, a Conferência de Edimburgo (Edinburgh World Writers Conference). 

A conferência Edinburgh World Writers teve lugar pela primeira vez em 1962 durante o Edinburgh International Book Festival, onde escritores reconhecidos internacionalmente se juntaram para debater os cinco temas propostos e que suscitaram acesas discussões. A segunda edição da Conferência teve lugar em agosto de 2012 e nesta mais de 50 escritores falaram sobre os mesmos temas que foram debatidos em 1962. 

Na edição da Edinburgh World Writers em Lisboa irão ser debatidos dois temas. O primeiro debate, A Literatura pode ter Carácter Político? / "Should Literature be Political?", (16:00-17:30), com o escritor José Rodrigues dos Santos como orador principal acompanhado pela jovem escritora Rute Pereira Coelho. O segundo debate, O Romance: Qual o seu Futuro?/"The Future of the Novel" (18:30-20:00), conta a escritora Escocesa Denise Mina que vai facilitar o debate com outros escritores; João Tordo; Dulce Maria Cardoso; Mathias Ènard (FR) e Rosa Liksom (FIN).  Os debates serão transmitidos em livestream para todo o Mundo dando a oportunidade aos interessados em participar e comentar através das redes sociais (twitter; Facebook). Para mais informação sobre os debates e autores visite-nos em

http://www.edinburghworldwritersconference.org/ 
http://www.britishcouncil.org/portugal-artes-literatura.htm.

Novidades Editoriais: «Fala-lhes de Batalhas, de Reis e de Elefantes» de Mathias Énard - Dom Quixote



Uma edição 

Mais informação do livro aqui:

Sobre o livro:
Mathias Énard conta a passagem de Michelangelo Buonarroti por Constantinopla, quando o Sultão Bajazet lhe pede para construir uma ponte sobre o Bósforo para juntar as duas margens da cidade, que tinha sido cristã e é agora muçulmana. Como será esta ponte entre a Ásia e a Europa, vista através das peregrinações do pintor?

Assim começa este romance, todo ele feito de alusões históricas, que se serve de um facto concreto para expor os mistérios daquela viagem. Perturbante como o encontro do homem do Renascimento com as belezas do mundo otomano...


Sobre o autor:
Mathias Énard nasceu em 1972, estudou persa e árabe, e viveu largos períodos no Médio Oriente. É actualmente professor de árabe na Universidade de Barcelona. Publicou dois romances na Actes Sud: La perfection du tir (2003; Prémio dos cinco continentes da francofonia, 2004) e Remonter l’Orénoque (2005). Publicou também, na editora Verticales, Bréviaire des artificiers (2007). Aclamado pela crítica francesa, o romance Zona recebeu os prémios Le Livre Inter 2009 e Décembre 2008.


NOITE DE LITERATURA EUROPEIA 
PELA PRIMEIRA VEZ EM LISBOA


O escritor francês Mathias Énard representa França na Noite da Literatura em Lisboa, no próximo dia 24, o evento de leitura do seu «Fala-lhes de Batalhas, de Reis e de Elefantes» realiza-se no Convento dos Cardaes e conta com as leituras pelo actor Miguel Fragata, a partir das 18.30. Localização Rua do Século.




Novidades Editoriais - «Tem Bons Sonhos» de Massimo Gramellini - Bertrand

«O livro de Gramellini fala comigo, fala à memória da minha infância, à dor e à procura de sentido de todos nós.» La Stampa



Lançamento em Portugal a 3/05/2013

NOITE DE LITERATURA EUROPEIA 
PELA PRIMEIRA VEZ EM LISBOA



Sobre o livro
Tem Bons Sonhos é a história de um segredo e de uma busca que dura quarenta anos. É a história de um menino, e depois de um adulto, que aprenderá a enfrentar a maior das dores, a perda da mãe, e o monstro mais insidioso: o medo de viver.
Tem Bons Sonhos é dedicado a todos aqueles que na vida já perderam alguma coisa valiosa. Um amor, um trabalho, um tesouro.
O protagonista deste romance anda em bicos de pés e de cabeça baixa porque o céu faz-lhe medo, e a terra também. É sobretudo um livro acerca da verdade e do medo de a conhecer.
Massimo Gramellini conta a fragilidade e a dor de uma vida privada do seu suporte mais sólido. Uma luta incessante contra a solidão, a inadaptação e a sensação de abandono, contada com paixão e uma ironia subtil. No fim, a conquista do amor e de uma existência plena e autêntica possibilitará finalmente ao protagonista assentar os pés na terra e erguer o olhar ao céu.

Sobre o autor

Massimo Gramellini é um jornalista e escritor. Nasceu em Turim em 1960 e perdeu a mãe aos nove anos, um acontecimento que o marcou para toda a vida. Tem vários livros de não-ficção publicados e este é o seu segundo romance, com mais de um milhão de exemplares vendidos só em Itália e está traduzido em 16 países.

O escritor Italiano Massimo Gramellini representa Itália na Noite da Literatura em Lisboa, no próximo dia 24, o evento de leitura do seu «Tem Bons Sonhos» realiza-se na Mãe de Água de Lisboa e conta com as leituras pelo actor Pedro Sousa Loureiro, a partir das 18.30.


Uma iniciativa e uma leitura,