Pesquisar neste blogue

A carregar...

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Opinião :: "Diário de uma obsessão / The Book of You" - PT/EN

A pessoa que somos hoje é a soma de todas as coisas que o nosso passado contém, uma das mais importantes é a educação que os nossos pais nos deram porque na realidade, eles criaram as fundações da nossa pessoa. Para Clarissa, as boas maneiras e a passividade perante as acções menos correctas dos outros são o pilar da boa educação que os pais lhe deram mas quando se torna alvo das atenções indesejadas por parte de alguém que não sabe ouvir não, a sua boa educação e a vergonha que sente só a tornam num alvo mais fácil de atingir.


“Bizarramente arrepiante” é um pensamento que nos é transmitido por Clarissa e que consegue definir muitos dos momentos que são vividos em “Diário de uma obsessão”.

O tema do livro sempre me arrepiou e enquanto avançava na leitura, dei por mim a falar com pessoas à minha volta que me trouxeram histórias, das quais foram alvo e que roçam a perseguição, a obsessão e o desrespeito pelo desejo de não ter qualquer ligação com a outra pessoa. Felizmente, estas histórias são simples e inocentes quando comparadas com a que Clarissa nos conta.
Quando a conhecemos sabemos que o drama já se instalou. Clarissa, quer na narrativa presente, quer no diário ou na recordação de momentos passados é uma mulher que não tem paz, que não tem sossego nem quando está sozinha. A presença ameaçadora de Rafe já se instalou no seu dia a dia e é quase impossível fugir da sua garra. Ele está em todo o lado, sob as mais variadas formas e pior que tudo, aparece constantemente nos pensamentos de Clarissa para a atormentar desde que, por azar e por culpa de Rafe, eles acabam por ter um momento intimo, induzido a estupefacientes.
Essa única vez foi o suficiente para ela perceber, do pouco que se lembra, que a distância é a única coisa que quer de Rafe, enquanto ele, viu nessa noite o principio, o primeiro passo para o caminho obsessivo que o leva constantemente a interpelar Clarissa.
Gosto de a certa altura do livro referir “uma noite de sexual consensual no passado, independentemente da sua natureza, não torna isto culpa sua, nem lhe dá a ele o direito de se comportar como tem comportado desde então.” 
Mas a minha questão é...como lutar contra alguém que não aceita não como resposta?
Como apresentar um caso à polícia quando não há um crime cometido? Será que é preciso existir perigo de vida para se ter um caso credível? Será que o facto de ela ter dormido com ele pode ser interpretado como um ponto a favor da história que ele conta e que caracteriza Clarissa como uma pessoa instável?
Será que Clarissa consegue sobreviver a Rafe? Será que há por ai um príncipe encantado pronto para a salvar? Ou os homens na vida de Clarissa são todos sapos?

A alusão a poesia e obras clássicas é intensa e deixa-nos a ponderar se o nosso olhar de adulto, ao reler muitos dos contos de fadas que ficamos a conhecer em criança, irá encontrar conteúdos menos próprios e que nos pareceram inofensivos na altura. Começo a dar muita razão à Elsa de Frozen “Não podes casar com alguém que acabaste de conhecer”. Os contos de fadas também têm personagens desonestas, maldosas e que fazem a vida negra à nossa adorável personagem principal.
Em “Diario de uma obsessão” a nossa personagem principal tem um Ogre obsessivo ao seu encalço mas será que a sua salvação é uma torre alta para se isolar ou um cavaleiro andante?

Um thriller com a dose ideal de momentos de pânico e outros capazes de nos arrepiar todos os pêlos dos braços, principalmente às leitoras. Desafio-vos a colocarem-se no lugar de Clarissa. Arrepiem-se e peçam aos santinhos para que nunca vos aconteça nada semelhante.

Um romance de estreia de Claire Kendal, uma novidade


Review in English

The person we are today its a sum of all the things our pass contains. One of the most important ones is the education given to us by our parents, they built the foundations of what we are today. For Clarissa, good manners and passivity in the face of less correct actions of others are the cornerstone of the good education her parents gave her but when she becomes the target of unwanted attention by someone who does not know how to listen, her education and the shame she feels just make her a easier target to reach.

" Bizarrely Freak " (bizarramente arrepiante), an expression that appears in the book and is also a thought that is conveyed by Clarissa and that you can identify in many of the moments that are experienced in "Diário de uma obsessão/The book of you" .

The theme of the book always gave me goosebumps but while i was reading , I found myself talking to people around me who brought me stories in which they were targets. I'm talking persecution, obsession and total disregard for the desire not to have any connection with the other person . Fortunately , these stories are simple and innocent when compared with Clarissa's .

When we meet her we know that the drama is already in motion . Clarissa , either in the present, the journal parts or in remembrance of past time moments, is a woman who has no peace, not even when she's alone . Rafe's looming presence is already installed on her day to day life and it's almost impossible to escape his grip. He is everywhere , under the most varied forms and worst of all, he appears constantly in Clarissa's thoughts to torment her since , by chance and Rafe's fault, they ended up having an intimate moment , induced by drugs .
That one time was enough for her to realize​, even though she remembered very little​, that distance is the only thing ​she ​want​s from​ Rafe​. For him, that night​ was​ the beginning, the first step towards the obsessive path that leads constantly ​to Clarissa .
I like to refer ​to a sentence mentioned at certain point in the book "a night of consensual sex in the past, regardless of its nature , does not make it your fault , nor gives him the right to behave as ​he has behaved since then . "

But my question is ... how ​d​o​ you​ fight someone who does not take no for an answer?
How to ​present a case to the police when there is no crime committed ? Do we need to be ​in a ​life-threatening ​situation ​to have a credible case? Does the fact that she slept with him ​once ​can be interpreted as a point in favor ​of his side of the story?
Will this one night discredit ​Clarissa a​nd even mark her as​ an unstable person ?
​Will Clarissa survive Rafe ? Is there an enchanted prince out there ready to save​ her​ ? Or ​are the ​men in ​her life all frogs?

The allusion to poetry and classical​ tales is intense and leaves us to wonder whether ​we would find appropriate and innocent many of fairy tales that seemed harmless ​when we were kids .​ With every new day i tend to agree more and more with Elsa​ from​ Frozen " You can not marry someone you just met ." Fairy tales also ​have ​dishonest ​and​ malicious characters ​that their sole purpose is to mak​e  the lovely main character​'s life a living hell.

In ​"Diário de uma obsessão/The book of you" our main character ​is being pursu​ed by the demented ​Ogre​. ​Will​ she find​ salvation ​in a top of a tall ​isolated ​tower or ​in ​knight​ in shining armor​ ?

A thriller with ​a fantastic​ dose of ​panic ​moments and other​ with the ability to ​​rai​se​ every hair ​in the back of your neck , especially to ​female ​readers . I challenge you to put yourself ​in Clarissa's place. I really don't dare! Ask all the saints for protection because just thinking about it gives me the creeps

A debut novel by Claire Kendal

Booktrailer

Sem comentários :