Pesquisar neste blogue

A carregar...

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Opinião "O Chefe - Deslumbrada"

Sabem aquela regra de outro "nunca te envolvas com colegas de trabalho"?
Pois... Sophie separava o lazer e os negócios até ao dia em que Neil Elwood entrou pelo seu escritório a dentro como se fosse dono daquilo tudo. Uphs, e não é que era mesmo?
E o que foi feito à regra de ouro? É, essa foi pelo cano a baixo porque o novo chefe de Sophie era, nada mais nada menos, que o homem que povoava os seus mais íntimos e devassos pensamentos, fruto de um envolvimento único muitos anos antes.
E agora, a uma divisória de distância, será que a chama do passado vai arder com a mesma intensidade?
Ah pois podem creer que sim!


Conhecemos Sophie, livre e independente mas amarrada a uma chefe ao estilo Diabo Veste Prada, num trabalho que adora no mundo editorial da cosmopolita Nova Iorque. Nas relações pessoais, Sophie é uma mulher segura de si mesma e dos seus gostos, que vê nos encontros casuais o combustível para o seu prazer, já que a total satisfação ninguém a consegue dar desde que um surpreendente homem passou pela sua vida (e cama) elevando a fasquia aos píncaros do prazer (e da dor).
Mas quando esse homem e o seu novo patrão se tornam na mesma pessoa, Sophie embarca numa secreta mas super excitante jornada com um homem capaz de lhe dar tudo o que precisa e que tem idade para ser seu pai.

Para tudo!! "O Chefe - Deslumbrada" é o primeiro romance "homem mais velho, miúda mais nova" que leio. Ah pois é! Se há por aí quem goste dos quarentões e dos cinquentões, vão gostar de Neil Elwood (milhões e sotaque britânico à parte). Eu cá gostei, quarentão e tudo :)

E no que seria uma coisa casual, qual a margem para se desenvolverem sentimentos entre Sophie e Neil?
Qual será o primeiro a entrar em pânico e a fugir a sete pés porque se está a apaixonar?
Até que ponto vão ser capazes de conseguir esconder a sua ligação das pessoas no escritório, especialmente com todas as mudanças que a entrada de Neil na empresa está a gerar?
Poderá uma relação entre uma mulher de 24 e uma homem de 48 resultar?

Este primeiro volume da série de Abigail Barnette diz-nos que sim mas como todas as outras relações, casuais ou de professo amor, os problemas surgem para testar os intervenientes e a sua ligação.
"O Chefe - Deslumbrada" é de longe um dos mais ardentes romances que li ultimamente. Não vou culpar os termómetros, a história, a química entre os dois é realmente....WOW escaldante! De longe o livro com a relação Dominante / Submissa mais interessante que li. O que me deu vontade de voltar a ver "The Secretary" 


Quem escolher entrar no mundo de Sophie e Neil irá encontrar sensualidade que nos prende de tal maneira que conseguimos visualizar o enredo como se de um filme se tratasse. Bem, um filme com uma bolinha vermelha ali no cantinho.

A honestidade entre Neil e Sophie é refrescante, a dualidade moral que divide Sophie entre o lado profissional e o pessoal é desconcertante e toda a envolver deixa-nos embalados para o segundo capitulo que se avizinha conturbado porque nem tudo na vida são orgasmos, namorados bonitos e empregos de sonho.

Se procuram uma trilogia em que possam investir o vosso dinheiro e tempo de leitura, coloquem os olhos em "O Chefe".
Ele promete e entrega!!


Uma aposta segura da 

Sem comentários :