Pesquisar neste blogue

A carregar...

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Quando os livros se tornam filmes :: O Marciano / Perdido em Marte

Ontem o Efeito dos Livros foi ao cinema ver a antestreia da adaptação cinematografia do livro "O Marciano" de Andy Weir.
Obrigada Topseller pela oportunidade.
Fomos como espectadores, visto que nenhum teve oportunidade de ler o livro antes de ver o filme. 

Opinião do Caracol Literário

Ontem foi dia de ante-estreia, desta vez para andar perdido em Marte.
Este é daqueles filmes que não sei dizer se é bom pela simplicidade, ou se pelo contrário não chega a ser bom por ser tão simples.
Nos tempos que correm e com o anúncio ontem por parte da NASA sobre a possível existência de agua em Marte este filme encaixa que nem uma luva nos dias de hoje.
O homem sempre sonhou em colonizar outros planetas, aqui podemos ver como, num cenário pouco provável sobreviver em Marte, gostei muito da interpretação do actor e sobretudo dos belos cenários de Marte, ter um planeta só para uma pessoa deve ser realmente relaxante.
Não gostei, ou melhor gostei menos, do exagero normalmente aplicado a certas cenas nos filmes de Hollywood, percebo que sem essas cenas o filme provavelmente iria ser mais difícil de digerir para um publico de massas, mas também não é preciso exagerar. LOL

A modos de rescaldo, acho que é um filme muito bem conseguido apesar de alguns pormenores menos bons conforme referi atrás, se poderem ver ou ler o livro façam-no.

Opinião da metade colorida

Oh pah, filmes 3D dão-me cabo da cabeça mas este, prendeu-me!
Dei por mim na ponta da cadeira quando o filme já ia bem avançado. Logo desde início gostei imenso do sentido de humor de Matt, o instinto macgyver marciano e a esperança no que seria a desolação total.
O que se passa na cabeça de alguém que está sozinho num planeta, com opções de resgate a anos de distância?
Embora não tenha lido o livro e não saiba até que ponto Matt Damon se encaixa no Matt do livro, achei que ele esteve muito bem. A transformação que vamos vendo ao longo do filme, visto que ainda se passam uns bons meses, é impressionante. Especialmente, na perda de peso devido ao racionamento da comida para o prazo estimado até ao salvamento. Embora, um ou outro detalhe, que habitualmente me passa ao lado mas que depois é salientado pelas pessoas à minha volta, esteja meio tonto, tenho de admitir que adorei o filme e a vontade de ler o livro cresceu.
Ah e cada vez mais acredito no meu pai, a fita cola dá mesmo para tudo!
Força....não percam a oportunidade de ver este filme.

Devido à banda sonora exclusivamente disco (um pesadelo para Matt), eu deixo uma música que me veio à cabeça durante o filme, até devido ao recente vídeo feito pelo Comandante Chris Hadfield a bordo da Estação Espacial Internacional. 
Sabiam que o VHILS tem lá uma instalação? :) Vejam aqui 

Bem, mais informação sobre o livro no site da Topseller

Sem comentários :