Pesquisar neste blogue

A carregar...

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Resultado Passatempo Especial Regresso às Aulas - MAPED


Com um total de 1507 participações, as vencedoras são:
A participação #967 - Margarida Serrano
e
A participação  #1128 - Patrícia Matos

Ambas as vencedoras já foram contactadas por e-mail.

O nosso agradecimento por mais esta nova parceria, que este seja o primeiro de vários e futuros passatempos com a marca.




Novidade Saída de Emergência - Rainha Vermelha

Data de lançamento a 25 de Setembro


O mundo de Mare, uma rapariga de dezassete anos, divide-se pelo sangue: os plebeus de sangue vermelho e a elite de sangue prateado, dotados de capacidades sobrenaturais. Mare faz parte da plebe, os Vermelhos, sobrevivendo como ladra numa aldeia pobre, até que o destino a atraiçoa na própria corte Prateada. Perante o rei, os príncipes e nobres, Mare descobre que tem um poder impensável, somente acessível aos Prateados.

Para não avivar os ânimos e desencadear revoltas, o rei força-a a desempenhar o papel de uma princesa Prateada perdida pelo destino, prometendo-a como noiva a um dos seus filhos. À medida que Mare vai mergulhando no mundo inacessível dos Prateados, arrisca tudo e usa a sua nova posição para auxiliar a Guarda Escarlate - uma rebelião dos Vermelhos - mesmo que o seu coração dite um rumo diferente.

A sua morte está sempre ao virar da esquina, mas neste perigoso jogo, a única certeza é a traição num palácio cheio de intrigas. Será que o poder de Mare a salva... ou condena?

Uma novidade

sábado, 29 de agosto de 2015

Novidade Jacarandá :: O Casal Fiel de A.D. Miller

Novidades que ficam no radar!
Lançamento dia 4 de Setembro


Sinopse
Califórnia, 1993: Neil Collins e Adam Tayler, dois jovens britânicos prestes a atingir a idade adulta, conhecem-se num hostel em San Diego. Iniciam uma amizade que, embora platónica, parece tão inebriante como um romance; viajam juntos ao longo da costa, inofensivamente competitivos, inocentemente cúmplices, absorvidos um no outro. Durante um acampamento em Yosemite, desafiam-se a fazer coisas de que, anos mais tarde, se arrependerão desesperadamente. 

O Casal Fiel confirma Miller como um dos mais sofisticados e envolventes romancistas - alguém que sabe contar uma excelente história, com um profundo sentido de complexidade moral. É um dom raro: escrever um romance literário que cative um público vasto e ao mesmo tempo tenha o potencial de vencer prémios.

Uma novidade

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Lançamento de Grey, o livro mais esperado do ano

A nossa metade colorida encontra-se neste momento a ler o quarto livro de E L James na sua versão original, no entanto, dia 10 de Setembro será lançado em Portugal a edição portuguesa.
A Lua de Papel e a Bazooka procuram nove fãs da série As Cinquenta Sombras para receberem, em primeira mão, o livro mais aguardado do ano na festa exclusiva de lançamento de Grey.

Grey, a versão de As Cinquentas Sombras narrada por Christian Grey, chegará às livrarias portuguesas a 10 de setembro, dia do aniversário de Anastasia Steele, a protagonista da série.

Antecedendo o lançamento do livro mais esperado do ano, a Lua de Papel, editora de As Cinquenta Sombras em Portugal, está a promover um passatempo, em parceria com a Bazooka, que levará nove leitoras à festa exclusiva de lançamento de Grey onde terão o privilégio de receber os primeiros exemplares do mais recente bestseller de E L James.

A iniciativa, que decorre na página Mr. Grey - Portugal até ao próximo dia 31 de agosto, premiará ainda as nove leitoras seleccionadas com um passeio de helicóptero e um CD com a banda sonora do filme As Cinquenta Sombras de Grey.

Para se habilitarem a viver esta experiência única e inesquecível, as leitoras de As Cinquentas Sombras terão apenas de gostar da página Mr. Grey - Portugal  e enviar uma mensagem privada ao Mr. Grey, convencendo-o de que devem ser escolhidas. No dia 1 de setembro serão divulgados os nomes das nove participantes seleccionadas pelo Mr. Grey que irão participar naquele que será um dos acontecimentos mais aguardados da rentrée.

A metade colorida do Efeito dos Livros já tentou a sua sorte. Aproveitem esta oportunidade!

Mais informações sobre o livro disponíveis em Leya Online

Passatempo Trilogia O CHEFE

Quem é que ainda não encontrou a história certa para o doloroso regresso ao trabalho?
Nós ajudamos!
Tentem a vossa sorte no passatempo Efeito dos Livros que vos dá a oportunidade de ganharem a trilogia de Abigail Barnette, "O CHEFE".

Obrigada à Planeta!!

Passatempo termina dia 6 de Setembro às 23h59 :)

Para se habilitar ao passatempo, preencha o formulário abaixo e siga as regras dos nossos passatempos:

ATENÇÃO - REGRAS:
- O preenchimento do formulário é obrigatório para se habilitar ao passatempo.
- Podem participar todos os dias, basta voltar a preencher o formulário.
- Só serão apuradas participações de fãs e/ou seguidores.
- Ser fã e seguidor, duplica as hipóteses de ganhar.
- Só aceitamos participações de residentes em Portugal.
- Sorteamos os prémios no random.org entre todos as participações.
- Não nos responsabilizamos por nenhum extravio. O prémio será enviado pela Editora.

NOTA:
- Façam partilha do passatempo - SEMPRE PÚBLICA, os links serão contabilizados como participação, basta deixar o link que contará como participação extra. Obrigada!


Novidade Dom Quixote :: KL - A História dos Campos de Concentração Nazis

O Livro de Nikolaus Wachsmann chega às livraria à 8 de setembro


Numa altura em que se assinalam os 70 anos do final da II Guerra Mundial, a DQ publica aquela que é considerada já a obra definitiva sobre o assunto. Desde a sua concepção, em 1933, até ao seu encerramento, na primavera de 1945, o historiador britânico assina uma história geral do amplo sistema de campos de concentração, bem como das experiências quotidianas dos seus habitantes – perpetradores, vítimas, e todos aqueles que viviam naquela área que Primo Levi designou como «zona cinzenta». Wachsmann não sintetiza apenas o trabalho académico de uma geração, uma parte importante do qual desconhecida até agora fora da Alemanha, como também faz revelações surpreendentes, baseadas em muitos anos de pesquisa arquivística. 

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

«Na Margem» de Rafael Chirbes :: Opinião



"Ganha-se lá fora o que se perde cá dentro."


Considerado o melhor romance espanhol de 2013, «Na Margem» marca mais uma vez o reconhecimento de Rafael Chirbes no seu país e além fronteiras, aliás o escritor esteve recentemente em Lisboa pelo evento da Noite Europeia de Literatura.
«Na Margem» causou enorme impacto pela forma lúcida e até desapegada com que aborda, a decrepitude da crise humana causada pela crise em geral que é transversal a tantos aspectos da nossa sociedade. É, sem dúvida, um relato da condição humana, atravessando as tormentas mas também a passividade das várias fases da vida, sem esquecer uma abordagem crua e quase rude da velhice.

"O rancor é uma boa forma de garantir companhia, o poder de lançar à cara de alguém, todos os dias, o mal que nos fez: isso cria estabilidade. As pessoas pensam: que hei-de fazer? Ficar sozinho? (...) Morrer sozinho é desolador, é indecente, revela uma falha humana. (...) Há que partilhar. (...) Pega na esponja, no toalhete higiénico e toca a esfregar as carnes manchadas ... Pô-los ao teu serviço, ter uma multidão disposta a limpar-te o cu ...quantos mais melhor."

A escrita de Chirbes é crua, visceral, acusatória e povoada de memórias ferozes e, meio a vulso, analisa anos e anos da realidade familiar, empresarial e do país onde Esteban se encontra.

«Na Margem» cruza a realidade dos trabalhadores espanhóis e imigrantes, todos juntos em Espanha, mais particularmente em Olba, onde o narrador traça o perfil das relações entre ambos, tanto numa época anterior à crise e o que resta, afectado e devastado, por esta crise europeia e até mundial que teima em arrastar para o lodo famílias e empresas por completo, não poupando ninguém. Analisando muitas décadas de história.

"A reacção humana é desertar, o absurdo é ficar ali à espera que o sangue te encharque, o teu ou o alheio. Não há ideologia que consiga tirar-te isso da cabeça. (...) A certa altura deixei de distinguir os combatentes de um lado e do outro, (...) ter vivido isso une-te misteriosamente ao teu inimigo, àquele que o foi e continuou a sê-lo, converte-o em cúmplice, em camarada, o que torna tudo ainda mais complexo, mas culposo, absurdo, cruel (...)"

Com um tom, muita vezes, crítico e desapegado que lemos, sentimos, escutamos e nos arrepiamos com o relato, ora profundo, ora pragmático do velho Esteban, atravessando uma fase da vida onde a realidade, de ontem e de hoje não é mais do que um sucedâneo de memórias. Ele já não vive, apenas recorda, apenas sente a falta, questiona as acções que teve, as decisões que tomou e porquê, por quem?!

"Diria, em termos taurinos, que tive querência ao touril, eu próprio me encurralava, metia-me dentro de quatro paredes (...)"

"Mas aquilo que guardas dentro de ti, os teus pensamentos e desejos, que aparentemente nada pesam, não há Hércules que consigam carregá-los aos ombros para outro lado (...) Os homens batem por impotência. Julgam conseguir por meio da força aquilo que não alcançam por meio da ternura e da inteligência.

Chirbes recebeu com este romance o prémio de melhor narrativa 2013, mas não pense o leitor que se trata de um romance de fáceis contornos ou de capítulos organizados na linha cronológica de mais de 50 décadas de vida, não... Chirbes coloca o narrador, Esteban, lúcido e quase esfuziante na tarefa de relembrar e reviver diversos momentos ao longo dos seus 70 anos, com toda a bagagem que isso lhe dá. E esse peso sente-se e o leitor carrega-o ao longe de 400 páginas que compõem um só capítulo.
Se perante a descoberta inicial acompanhamos o ritmo com uma avidez quase de policial, tal como exige, é bom que o leitor redobre a atenção e aguce os sentidos para todo o exercício seguinte.

Num capítulo extenso e complexo, recheado de divagações, memórias e considerações, celebra o leitor, premiando-o pela resiliência. O narrador divaga mas não claudica, parece que se afasta do foco da narrativa, mas não, ele apenas acrescenta camadas à análise crítica que faz da vida, concedendo uma profundidade memorável a todas aquelas relações que foram ou são o centro da sua existência.


Rafael Chirbes faleceu neste mês, 16 de Agosto, vítima de cancro. Leia mais sobre o autor e a obra, no artigo assinado por José Riço Direitinho no Público.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Passatempo MAPED: Regresso às aulas!

O regresso às aulas está quase aí e o nosso blogue foi escolhido pela MAPED para trazer ate vocês mais um passatempo, mas desta vez com material escolar.

Estamos a oferecer:

- 3 Canetas de feltro Graph'Peps, nas cores azul lagoon, preto lagoon e verde fluo lagoon

- Compasso Metal Box

- Esquadro Essentials (60º - 26cm)

- Régua Geo Metric 20cm


O PASSATEMPO DECORRE ATÉ 30/08/2015

Para se habilitar ao passatempo, preencha o formulário abaixo e siga as regras dos nossos passatempos:

ATENÇÃO - REGRAS:
- O preenchimento do formulário é obrigatório para se habilitar ao passatempo.
- Podem participar todos os dias, basta voltar a preencher o formulário.
- Só serão apuradas participações de fãs e/ou seguidores.
- Ser fã e seguidor, duplica as hipóteses de ganhar.
- Só aceitamos participações de residentes em Portugal Continental.
- Sorteamos os prémios no random.org entre todos as participações.
- Não nos responsabilizamos por nenhum extravio. 

NOTA:
- Façam partilha do passatempo - SEMPRE PÚBLICA, é requisito obrigatório.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Novidade Presença :: HALF WILD

SEGUNDO VOLUME DA TRILOGIA FANTÁSTICA HALF LIFE

Half Wild é a continuação do livro Half Bad  ̶  Entre o Bem e o Mal, aclamado internacionalmente pela crítica e pelo público.
O primeiro ainda se encontra lá em casa na estante para ser lido. Quem sabe, uma leitura para as férias.


Nathan consegue finalmente escapar do cativeiro. Depois de encontrar o seu pai e de este lhe oferecer um dom poderosíssimo, completando assim os três dons que o confirmam como bruxo adulto, o jovem sabe, contudo, que ainda não se encontra a salvo e que tem de continuar a fugir. Porque de um lado estão os Bruxos Negros que o odeiam e do outro, os Bruxos Brancos que desejam a sua captura. No meio deste conflito, Nathan tem de conseguir encontrar o seu amigo Gabriel e resgatar Annalise, a jovem que ama e que está prisioneira do temível bruxo negro, Mercury. Mas para ser bem-sucedido, Nathan sabe que terá de aprender a controlar o seu próprio poder…


http://www.presenca.pt/livro/infantis-juvenis/jovem-adulto/half-bad-entre-o-bem-e-o-mal/

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Novidades ASA :: Pura Vida

Data de Lançamento: 25 de Agosto


Ariadna tem 27 anos, vive em Nova Iorque e trabalha na ONU. Está cansada da rotina do trabalho, da solidão da cidade e de um namoro sem surpresas. O seu desejo de aventura leva-a a pedir transferência para a Costa Rica. Longe das burocracias da grande metrópole e perante um exótico cenário de selvas, vulcões, e praias paradisíacas, Ariadna não tarda a libertar-se de tudo o que a oprimia e a entregar-se ao puro prazer de viver. E vai ser nesta sua viagem de descoberta de mundos desconhecidos e prazeres escondidos que conhece Jonás, um homem encantador e puro, de sorriso fácil e espírito livre. O romance que vivem é demolidor. Ambos sabem que as suas vidas nunca mais serão iguais. Mas qual o preço de uma paixão entre duas pessoas oriundas de mundos tão diferentes? O que e quem será sacrificado em nome daquele amor? Ariadna não tardará a perceber que nada a preparou para as experiências que vai viver…

Pura Vida é um romance sobre aquilo com que todos sonham mas poucos se atrevem a fazer: a rutura com as convenções, a concretização de sonhos e a vida no limite. É também uma reflexão sobre as contradições, perigos e riquezas do mundo multicultural em que vivemos.

Uma Novidade

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Novidade Saída de Emergência :: "O que ela deixou para trás"

Já começam a chegar as novidades para Setembro. 
Sim, sabemos que ainda falta muito mas informação a mais é coisa que não existe, não quando se trata de saber das novidades.
O pessoal precisa de ser organizar para saber em que livros quer investir o seu dinheiro :)


Sinopse
Iluminado e provocador, este é um romance sublime sobre o desejo de pertença e os mistérios sob as vidas mais comuns. 

Há dez anos, a mãe de Izzy Stone disparou sobre o seu pai enquanto este dormia. Arrasada pela insanidade da mãe, a jovem recusa-se a visitá-la na prisão. Para a ocupar, os seus pais de acolhimento inscreveram-na como voluntária num asilo público. Ali, no meio de pilhas de pertences sem dono, Izzy descobre um molho de cartas por abrir, um jornal antigo e uma janela improvável para o seu passado.

Clara Cartwright, com 18 anos em 1929, está encurralada entre os seus pais superprotetores e o amor por um italiano. Irado por Clara recusar um casamento arranjado para ela, o pai coloca-a num lar sofisticado para pessoas nervosas. Mas, quando a sua fortuna se perde com o crash de 1929, não consegue suportar os custos do lar e Clara é enviada para um asilo público.

A história de Clara mergulha Izzy num passado cheio de enigmas. Se Clara, na verdade, nunca foi doente mental, poderia explicar-se de outra forma o crime da sua mãe? Completar as peças deste puzzle do passado conduz Izzy à reflexão sobre a sua própria vida e a questionar-se sobre tudo o que pensava saber e acreditar.


Novidade Marcador :: "Éden"

Hmmm gosto desta sinopse!!


Mika decide abandonar tudo em Espanha e mudar-se para a cidade de São Paulo, para num florescente Brasil tentar encontrar trabalho. 
Pouco depois de aterrar, um estranho apagão deixa toda a cidade e os seus vinte milhões de habitantes na total escuridão. Nesse momento sete potentes holofotes desenham no telhado de um arranha-céus a forma de uma estrela, iluminando todas as favelas dos subúrbios da cidade. Ao mesmo tempo, as redes sociais são inundadas com a fotografia de um corpo não identificado na qual está escrita a seguinte mensagem: #PrimeiroDia. 
Este é só o princípio de uma cadeia de incríveis acontecimentos que irão mudar para sempre a vida de Mika. Sem o desejar vai tornar-se na peça fundamental de uma trama de proporções gigantescas, concebida para aniquilar uma civilização em decadência. Entre o interior do surpreendente Brasil, a floresta primitiva da Amazónia até à selva de pedra onde se escondem os verdadeiros predadores da espécie humana, esta mulher vai procurar o seu ÉDEN.

Uma novidade

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Opinião "Doce Tortura"

"Doce Tortura", o segundo livro da autora Rebecca James editado em Portugal, é como um mar com uma corrente forte em que somos puxados, alheios ao perigo, aos segredos que se escondem na escuridão de Fairview.

citação de Veronica Roth, Allegiant

Tim vive um momento stand by na sua vida. Regresso recentemente de viagem, daquelas que fazemos para dar sentido à vida e nos encontramos mas para Tim não foi mais que uma desculpa para surfar o mar da Tailândia. Voltar a Sidney, à sua vida relaxada não parece ser um problema excepto para a ex namorada que lhe permitiu ocupar o sofá lá casa e que sente que já gastou todos os créditos de hospitalidade destinados a Tim.
Com pequeno empurrão de Lilla, a ex, Tim rapidamente encontra um quarto que parece bom de mais para ser verdade. E habitualmente tudo o que parece bom de mais traz sempre qualquer coisa escondida que não aparece logo à superfície.
É é assim que Tim vai parar a Fairview e à vida de Anna London, a estranha e recatada senhoria que não tem mais que a sua idade mas é dona de uma das maiores casas de um bairro fino de Sidney e de uma tristeza tão grande que ocupa todos os metros quadrados da escura e sinistra habitação.
Mas quando coisas bizarras começam a acontecer, Tim questionam-se até que ponto Anna é uma pessoa normal, em posse de todas as suas faculdades. Ou estará a majestosa Fairview assombrada por algo mais que a tristeza e medo dos residentes?
Até que ponto o medo nos pode consumir as forças, a vontade de viver e de sair para o mundo?
Será a ligação entre Tim e Anna capaz de os salvar e dar sentido às suas vidas?
E se a causa dos seus problemas lhes for alheia e para nós uma total surpresa?

"Doce tortura" prendeu-me em Fairview, fez-me questionar muita coisa, arrepiou-me os pêlos dos braços e não me permitiu ficar indiferente ao rumo e consequente desfecho da história de Tim, Anna e dos restantes intervenientes, assim como ainda me deixou de boca aberta por saber o caminho que os levou até ao momento presente.

Numa visão alternada entra Tim e Anna, "Doce tortura" é uma história com um pouco de suspense, drama, romance, tudo na intrincada rede que são as relações humanas, os nossos actos e as suas consequências.
Falar mais sobre esta história era tirar-vos o gostinho de ler e conhecer a história à medida que as páginas vão passando.

Óptima companhia para um dia de praia, especialmente porque nos faz querer viajar daqui para Sidney.
Boas leituras!

Entretanto, com a leitura deste livro, o outro publicado anteriormente "Não há bela sem senão" entre automaticamente para a wishlist.

Uma novidade

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Novidade Planeta :: O último livro da trilogia "O Chefe"

Este terceiro livro da série traça um equilíbrio delicado entre os sentimentos e a sexualidade. 


Ao fim de um ano tumultuoso, a relação de Sophie Scaife com o namorado e dominador, o multimilionário Neil Elwood, está mais escaldante e feliz do que nunca. 

O lado dominador de Neil transporta Sophie para novos e desafiadores níveis de submissão e exploração erótica. 
Mas quando o casamento da filha e a celebração dos seus cinquenta anos desencadeiam uma mudança nos planos de vida de Neil, Sophie vê-se perante um futuro muito diferente do que imaginara. 
Encurralada num conflito entre a sua nova posição e o desejo por independência, teme ter-se tornado apenas mais uma esposa-troféu da Quinta Avenida. 

Com o fim da sua carreira no jornalismo, e não muito inspirada na tentativa como escritora, Sophie tem de se esforçar mais do que nunca para provar as suas intenções à família e amigos de Neil. 
Sophie não é a única com dificuldades em adaptar-se ao novo estilo de vida. Quando aviões privados e marcas caras ameaçam a ligação com Holli, Sophie dá por si a percorrer a fronteira entre o mundo que agora habita e o passado que teme ter deixado para trás. 

Depois de uma chocante revelação dividir o seu sentido de lealdade, Sophie corre o risco de perder a melhor amiga ou quebrar a confiança do homem que ama.

Relembro a opinião ao primeiro e segundo livros da trilogia

Opinião "O Chefe - Deslumbrada"


Uma aposta

Nova Leitura

Cheryl Holt, a primeira autora de romances que me caiu no colo.
Cada novidade que é publicada em Portugal, entra automaticamente na minha wishlist.


Stephen achou ter atingido o ponto mais baixo da sua vida quando a guerra o deixou inválido. Descobriu que estava errado quando a irmã o deixa aos cuidados encantadora Mrs. Anne Smythe. No entanto, enquanto as águas curativas fazem a sua magia, o mesmo acontece à viúva Smythe. Por baixo do seu exterior impávido encontra-se uma mulher fascinante: calorosa, espirituosa e refrescantemente aberta à experimentação sensual. Porém, quando o prazer se transforma em amor proibido, poderão eles podem enganar as forças que querem afastá-los? As Termas e o Empório de Banhos para Senhoras de Mrs Anne Smythe é um paraíso para as mulheres elegantes que acreditam que as águas têm propriedades afrodisíacas. No entanto, a séria proprietária nunca pensa em testar essa teoria - até o capitão Stephen Chamberlin, gravemente ferido, ser deixado à sua porta. Cada minuto que o herói de guerra passa sob o seu teto é motivo de escândalo. Não tarda muito para que ela descubra que ter um homem assim à sua mercê a desperta de maneiras que nunca tinha pensado possíveis, à medida que as suas sessões «terapêuticas» nas nascentes de água quente se transformam em encontros picantes que Anne gostaria que nunca terminassem..

Cheryl Holt é uma aposta

Opinião "O Chefe - Namorada"

Na saúde e na doença, uma promessa que tantas vezes envolve um anel, é em “O Chefe - Namorada” muito mais que um voto para o futuro, é uma provação que abala a vida de Neil e Sophie no presente e que deixa a sua relação num ponto em que, ou quebram ou se tornam inseparáveis. 


“Sophie...eu nunca tinha sido capaz de ser eu próprio com outra pessoa da maneira que sou contigo.”

De deslumbrada a namorada, Sophie vê a sua vida a sofrer uma mudança drástica com as notícias do estado de saúde de Neil, um susto que os deixou perplexos e o momento em que mudou de malas e bagagens para o outro lado do Atlântico. Decidida em ser o pilar de apoio do homem que ama, Sophie está presente durante todo processo doloroso que Neil tem de suportar, acabando até por se esquecer um pouco de si mesmo quando o homem que a ama não o faz.
Entre uma dura dose de realidade e o tipo de cenas a que este casal já nos habituou desde o primeiro momento, vemos a sua história desenvolver, a sua relação crescer com o passar do tempo, dos momentos difíceis, dos momentos íntimos, dos confrontos, das interferências familiares, do medo de se perderem….para sempre.

No entanto, mesmo sob o manto tenebroso da doença, Neil e Sophie fazem os possíveis para manter a normalidade da sua relação, especialmente o elo carnal que os une e define. Mesmo quando ele não lhe pode dar tudo o que ela precisa, encontram maneira de elevar o elemento kink desta história.
Claro que tanto podemos estar a ler sobre sexo escaldante como, nem quatro páginas depois, podemos estar a ouvir falar de alguém vomita profusamente de tão doente que está mas a vida é mesmo assim, feita de altos e baixos.
O que me lembra...Acho interessante que este é talvez o primeiro livro em que algo que não vos posso dizer que acontece por ser spoiler...raios, como vou comentar isto? :)
Acontece algo, infelizmente algo comum ao quotidiano, algo que nunca vi abordado nesta perspectiva e que acaba por tornar a história bem mais credível, mesmo quando o Neil, em certos pontos, encaixa no estereótipo de homem destas histórias eróticas, ou seja, rico, kinky e podre de bom (mesmo com os seus quarentas e tal anos).

Este segundo volume da trilogia “O Chefe”, cujo último livro saí no final de Agosto, é parte integrante de uma das histórias mais interessantes, sedutoras, credíveis e espectaculares que li nos últimos tempos. Não podemos deixar de nos interessar na história, de adorar as personagens, de sentir um aperto no coração em certos momentos e de suspirar com outros.

Se Neil e Sophie foram capazes de sobreviver a este furacão, não haverá tempestade que os separe. Ou haverá?

Eu mal posso esperar por começar a ler o terceiro e ele já está ali na estante a olhar para mim. “O Chefe - Noiva”, só o título um spoiler mas epah….depois das tormentas que eles passaram, isto era suposto acabar mal? Pois claro que não!
No entanto, não me admiro que até chegarem a bom porto, tenham mais alguns mares turbulentos para navegar.



A Trilogia "O Chefe" é uma aposta

Relembramos a opinião ao primeiro volume

Opinião "O Chefe - Deslumbrada"

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Leituras Digitais :: "Priest" de Sierra Simone

Perdoe-me Padre, pois eu pequei!
Não que seja uma pessoa católica mas este livro até a mim me fez corar.
Mas quando um padre e uma stripper se juntam, pode ser o início de uma piada ou de um romance proibido, fogoso e profano.
Acreditem em mim quando vós digo, com toda a certeza, que é a segunda opção. 
O altar pegou fogo! Aí santo Padre Bell :)


Conhecemos o Padre Bell e rapidamente percebemos que ele é um daqueles membros do clero que nos faz dizer "até é pecado ser padre". Enveredou pelo caminho de Deus quando uma tragédia familiar o definiu e lhe deu o propósito de tentar emendar o mal cometido à sua família e à comunidade. Mas a sua pacata vida na congregação foi abalada no momento em que uma nova alma entrou no confessionário para pedir perdão pelos seus pecados.
Poppy nunca foi uma pessoa ligada à religião mas o momento em que decidiu largar a sua vida de menina rica e privilegiada e enveredar pelo strip, fez trazer a luz um lado mais negro da sua pessoa que sente necessitar de salvação. Um lado que encontrou um igual no doce e solícito Padre Bell, que na intimidade é um selvagem e dominador Tyler, cuja batina não conseguiu ocultar.

Pecado? Blasfémia? Profanidade? 
Resposta é um ruidoso, escaldante e usuado SIM.
Nossa senhora!
Alguma vez viram Californication? Aquela primeira cena com a freira cai completamente no esquecimento depois de visualizarem o que se faz naquela Igreja.
No entanto, cenas escaldantes à parte, este livro levanta questões interessantes.

Será que servir a Deus e amar o próximo, não pode incluir amor carnal para um membro do Clero?
Serão mais ou menos dignos aqueles que renunciam a sua vida religiosa para abraçar uma mulher, uma família e filhos?
Com tantos escândalos na Igreja, será o facto de um Padre se apaixonar o mais errado e chocante de todos?
Eu cá acho que não mas quem sou eu!?
Não sou católica ou praticante de outra religião mas nunca mais entro numa igreja com o mesmo espírito. Depois do que li, acho que me vou lembrar disto e serei tão pecadora como Poppy e o padre Bell. Estou mesmo a ver perder-me em pensamentos na próxima vez que visitar uma Igreja.

Se são religiosos.....hmmm, não leiam isto. Podem achar que eles profanaram o altar da fé e são capazes de queimar o livro ao fim de 50 páginas. No entanto, se a vossa comunhão com Deus não se restringir a símbolos e à própria igreja, talvez encontrem uma verdade inquietante nas palavras de Tyler Bell.

"Talvez tenha sido esse o plano de Deus o tempo todo para nós estarmos aqui, sozinhos nesse santuário, e forçados a enfrentar a verdade, que isto era mais do que luxúria. Isto era algo cru, real e inegável e não estava indo embora"

Curiosamente, não sei como este livro seria aceite no mercado português mas se ele cá chegar, estou cá para ver as reacções. 
Só digo, ajoelhou, vai ter que rezar!!!