Pesquisar neste blogue

A carregar...

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Novidade Coolbooks - "A Menina" e "Padre-Homem" de Carlos Soares

Entre a virtude e o pecado, a trilogia de Carlos Soares, vê agora o seu segundo volume publicado.
Depois de "A Menina", fica disponível em disponível em coolbooks.pt e na livraria virtual wook.pt, o título "Padre-Homem".


A Menina - 1º Livro
Sinopse
Um olhar desassombrado sobre um dos últimos tabus da nossa sociedade: o sexo
Desde muito cedo que Alaíde vive, de corpo e alma, para o prazer. Tão cedo que muitos se sentirão desarmados - e chocados - pelas suas paixões. Contudo, Alaíde não é uma menina como as outras. Franzina e de ar inocente, mas dotada de uma língua afiada e aguçada perspicácia, ela confessa-se e envolve-nos no erotismo e controvérsia inerentes à sua história de vida. É prostituta, ou puta, como prefere ser rotulada - se é que se pode dizer que alguém é de facto isso… ou outra coisa.
Num relato sussurrado do interior da sua alcova, a menina ressuscita todos os seus clientes (esses tantos), homens e mulheres, que a marcaram e se submeteram à sua volúpia sôfrega. Mas até um espírito libertário como o de Alaíde cai nas malhas do amor…


Padre-Homem - 2º Livro
Sinopse
Susana, criada na disciplina rigorosa de um convento, desde cedo encontrou formas pouco ortodoxas de escapar à rotina enfadonha. A partir do momento em que consegue manipular as colegas do colégio a fazerem o que lhe vai na mente, a personalidade de Susana vinca-se. Encontra a sua força motriz. Torna-se independente, imprevidente, impulsiva.

Estamos em 1957. Sete anos antes, nascia em Pedra Grande (Trás-os-Montes) aquele que, nesta história, dividirá com Susana o protagonismo maior. Deram-lhe o nome de Raul e a possibilidade de se tornar padre. Ambos conhecem-se quando Raul toma posse da sua primeira paróquia e acabam por encetar um romance tórrido, manchado por sentimentos de culpa e proibição. Não só Raul vê a sua moral a ser abalada, mas mesmo Susana encontra em si uma fragilidade que desconhecia.

Poderá o amor florescer no isolamento de Trás-os-Montes e na aridez emocional imposta pelas obrigações eclesiásticas?


Uma novidade
Mais informação aqui

Sem comentários :