Pesquisar neste blogue

A carregar...

domingo, 3 de abril de 2016

Opinião "Volta para mim"


:) Ahh quem adivinhou que eu ia gostar deste livro estava completamente CERTO.
Comecei timidamente pelo café da manhã e queimei as pestanas já pela madrugada do mesmo dia.
Não soube parar, nem conseguiria mesmo que quisesse. Tive de ler tudo no mesmo dia, tinha de saber se sempre voltamos ao sítio onde nos esperam.
Não consegui resistir à história do militar.
A sério, pergunto-me como foi possível nunca, em tantos romances que já li, não me ter cruzado com a história do marine. Uma parte de mim acredita piamente que se vivesse nos Estado Unidos era mulher de um militar, um destes Rileys e Kits que se viram em serviço militar em locais com Iraque, Afeganistão e por adiante.
Há uma parte de mim, em qualquer parte do mundo, que acha uma piada especial aos homens fardados mas isso são outras histórias.

Conhecemos Jessa no dia em que atinge a maioridade. Californiana nascida e criada em família de tradições militares e ordens restritas, Jessa recebe de volta a casa o irmão que esteve em missão, juntamente com o seu melhor amigo Kit que é secretamente a sua grande paixão. Sim uma grande paixão platónica e supostamente não correspondida pelo amigo do irmão mais velho. Supostamente...
Kit regressa a casa no mesmo dia que o seu melhor amigo e companheiro de armas mas enquanto devia estar a curtir as poucas semanas que tem de licença não consegue tirar os olhos, e mais tarde as mãos, de cima de Jessa.
Cada um dividido entre o dever e o desejo, Kit e Jessa vão resistir (mas pouco) à tentação louca de se tornarem tão próximos como sempre sonharam ao longos dos meses em que ele esteve em missão e não se viram.
Um romance que nasce em segredo, um desejo arrebatador, uma luta pelo secretismo travada contra o dever perante o melhor amigo e a exigência parental na vida de Jessa.


Um primeiro amor que já nos parece tão longínquo volta agora até nós de mãos dadas com as inseguranças da maioridade, o peso das decisões e as memória dos momentos que moldam uma vida.
E como recentemente tinha lido num livro de Nicholas Sparks, o primeiro capítulo é supostamente algo lá para o meio que é abruptamente interrompido para nos deixar na ponta da cadeira o livro todo, a desejar que nada de mal aconteça, que as comissões passem rápido, que nada estrague o delicado e inocente romance destes dois.
"Volta para mim" é uma linda história de amor de tenra idade mas sem um prazo de validade.

Adorei conhecer a história de Kit e Jessa, confesso que a lagriminha lá para o meio chegou por já estar completamente apegada às personagens mas agora, já só consigo dizer, QUANDO É QUE VOU LER A CONTINUAÇÃO? ??
Então não é que o segundo livro é sobre a tresloucada melhor amiga de Jessa, de seu nome Didi? Ah e também com um militar. Venham eles, eu espero.

PS: a mãe de Kit era portuguesa ah ah eles comem pastéis de nata. Homem que sabe fazer pasteis de nata?? Onde me inscrevo? ?


Uma aposta que pode ter continuação pela mão da

Sem comentários :