segunda-feira, 30 de maio de 2016

Opinião "INCARNATE - Encarnação"

Sinopse:
Quando Ana nasceu, o mundo mudou. Durante cinco mil anos, o mesmo milhão de almas renasceu uma e outra vez, guardando consigo a memória das experiências vividas e de tudo o que aprenderam. Mas Ana é nova. Não é nenhuma das almas que todos conhecem desde o princípio de tudo e, por isso, a sua existência é, para muitos, perturbadora.Temida ou desprezada pela maioria, incluindo a sua própria mãe, Ana quer apenas descobrir quem é e porque nasceu. São essas as razões que a levam a partir em busca de respostas. Mas a perigosa jornada até a cidade Coração é apenas o início da aventura e, contando apenas com a proteção de um amigo inesperado, Ana está longe de imaginar que o seu mistério se prende com o coração da própria cidade

Opinião:
Num mundo de continuas reencarnações, Ana é algo diferente.
A sua condição de sem alma ou nova alma é algo a ser celebrado ou temido?
Que motivo haverá por detrás do seu nascimento?
Estarão o cidadãos de Coração, a capital, preparamos para receber a nova alma que foi exilada longe de tudo e todos?
Será este o princípio da sua curta existência ou o seu final?

Conhecemos Ana no seu 18º aniversário no momento em que sai de casa da suposta mãe para o qual nasceu.
Num mundo onde um milhão de almas renasce em novos corpos vida após vida, Ana foi uma (desagradável) surpresa para todos e Li, a sua "mãe", nunca o escondeu.

Decidida em partir em busca da verdade sobre o motivo da sua existência num mundo de velhas almas, Ana sai do único lugar que conheceu com destino à capital mas tudo a complica ainda antes de começar a sua jornada.
Habituada a ser xingada por Li, a se sentir sem valor e a duvidar de tudo o que lhe dizem, Ana tem dificuldades em se ligar a outras pessoas mas as circunstâncias vai força-lá a mudar.
O aparecimento de Sam, a ajuda que lhe dá, a influência que exerce sobre si, vai mudar para sempre a vida da pequena borboleta Ana, que ninguém sabe por quanto tempo se manterá viva e se no fim irá regressar ou desaparecer para sempre.

Uma desafiante história que me prendeu à leitura até às tantas da manhã. Repleta de conjunturas que nos despertam a imaginação e personagens que nos fazem o coração apertar, INCARNATE dá-nos o mote para a descoberta de Ana sobre a verdade, a crença, o passado e ou insondável futuro, com ou sem direito a reencarnação.


Pautada de momentos majestosamente bem descritos que nos transportam para um mundo que a nossa imaginação vai roubar a meia dúzia de filmes e séries que viu, para depois os preencher com personagens que dão corpo e alma a cenas que na curta vida de Ana, que como a nossa, é efémera e digna de ser vivida em puro êxtase tal é a sua capacidade de se extinguir de um momento para o outro. 
Porque, por mais que acredite na possibilidade de reencarnar, nesta vida somos apenas imortais na mente e coração de quem nos ama.
E não será exactamente o mesmo para Ana?
Mas quem ama uma sem alma?

Ohh acreditem que este livro foi uma agradável surpresa. Quando li a sinopse fiquei curiosa mas não convencida mas agora, não....agora estou simplesmente à espera da continuação.

Quanto ao segundo volume, "ASUNDER", vou esperar sentadinha para que saía por cá.
Já agora, o que quer dizer 
ASUNDER?
"Em Pedaços"
Hm....explica muita coisa que vamos ficar a conhecer no próximo capítulo.

Até lá...
fico a pensar em como seria repetir uma vida atrás da outra, guardando as memórias e os conhecimentos, renascendo apenas num corpo novo.
e até isso acontecer, fico a ouvir esta música em honra de Sam, Ana e da sua paixão pela música

Jodi Meadows é uma aposta

1 comentário :

Miss C disse...

Eu gostei muito da historia, nao sei se entretanto foi revisto, mas a minha versao tinha montes de erros de tradução, às vezes rornava-se um bocado irritante.