Pesquisar neste blogue

A carregar...

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Opinião "Livraria dos Finais Felizes"


Há sempre um livro para cada pessoa e uma pessoa para cada livro
Quem disse que quem não gosta de ler provavelmente ainda não encontro o seu livro, estava certo e eu agora posso acrescentar, há um final feliz para toda a gente, só temos de encontrar o nosso.
O de Sara pode estar em Broken Wheel. E o teu?

Conhecemos a insegura Sara no dia em que chega aos Estados Unidos vinda de uma fria Suécia. Desprovida de grandes razões que a prendessem à sua terra Natal, Sara aceita o desafio da sua penpal Amy, uma leitora de um vilarejo perdido no estado do Iowa, para ir passar uma temporada à sua casa, para umas férias calmas a volta dos livros.
Mas o destino estava traçado para Amy e a sua amiga sueca já não teve oportunidade de privar consigo, ficando após a sua chegada sob a alçada de uma vila inteira, uma família em ponto gigante no qual não falta personagens adoráveis,ricas e completamente deliciosas.

Num desenrolar suave da jornada de Sara por Broken Wheel, somos levados pela paixão desmesurada desta pelos livros, pela vida de uma cidade pacata onde toda a gente mete o bedelho na vida uns dos outros e ainda pela invulgar mudança que uma pessoa pode criar, mesmo quando ela própria é alvo de transformações.


"A livraria dos finais felizes" é uma ode aos leitores. Quem lê este livro e não se revê nele, não é um leitor que faz de um livro uma companhia, um amigo, um escape e um confidente. Quem lê por ler, não chega a ler nada.
Quem não guarda sorrisos e lágrimas das histórias que leu, dos mundos que conheceu, das aventuras que viveu, das viagens que fez e dos amigos que coleccionou?
Quem passa em branco na livraria dos finais felizes não guarda na alma a grandiosidade de ser leitor.
Eu guardo um grande sorriso, uma lista de sugestões de leitura e a ideia que no fim...no amor encontra-nos.


Uma aposta

1 comentário :

Maria das Palavras disse...

Eu já disse isso que está na abertura do post e provei estar correta pelo menos no caso do Moço (http://daspalavras.blogs.sapo.pt/ele-nao-gosta-de-ler-coitadinho-13726).

E estou a ver que tenho de acrescentar esse livro à minha lista...