Pesquisar neste blogue

A carregar...

quinta-feira, 14 de julho de 2016

O regresso de Possidónio Cachapa * «EU SOU A ÁRVORE» novo romance.


Sete anos após o lançamento do seu último romance, «O mundo branco do rapaz-coelho», Possidónio Cachapa lança agora este «Eu sou a árvore» pela Companhia das Letras/Penguin Random House.
O lançamento do livro teve lugar a 30 de Junho na Casa Independente, contando com a presença dos autores João Tordo, Filipe Melo e Hugo Van der Ding que, para além do autor, nos brindaram com bons momentos e algum humor, levantando apenas algumas pontas do véu para o Universo fértil deste seu novo livro. 

No centro do Universo deste livro encontramos Samuel, um patriarca, em torno de quem a intriga acontece, juntamente com aqueles que ama. A Natureza e o Homem numa mistura de força bruta na luta pelo tempo que escasseia. 

A critica reconhece a aplaude a genialidade e o Universo próprio de Possidónio Cachapa. Mesmo nesse seu ambiente mágico e próprio, é dono de um realismo muito bem retratado e humanizado, não fugindo ao lado onírico e mágico, pelos momentos proporcionados pela sua escrita. 

"Possidónio Cachapa é um escritor realista, mas o seu realismo é mágico.» Pedro Mexia


«EU SOU A ÁRVORE»

"Nenhum de nós sabe o que sente Hyperion entre as árvores de Redwood. Ou o que avista esta sequóia gigante ao sobrancear o resto da floresta (...)
O que sente a mais alta das plantas, Hyperion, a que não vai a lugar nenhum?
Sonhará a árvore com o som dos seus membros a quebrar, com a dor gigante de quem cai de uma descomunal altura, com a vibração dolorosa das coisas que se partem, a vir desde as raízes mais fundas até à última das folhas?"

*

Espera-nos um romance com árvores dentro, com personagens que se colaram ao leitor e uma escrita que antes de ser para um de nós, leitores, é para o próprio. É dessa escrita para si próprio que Possidónio acredita ter escrito um livro que tocará a todos. 

Sem comentários :