segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Opinião "Jogador Irresistível"

Sei que não estou sozinha neste pensamento, portanto vou começar por aí.
Ainda bem que chegou a continuação da série dos Cretinos :).
Sim, sim...sei que o nome não é esse mas para mim vão ser sempre os cretinos irresistíveis. Bennett, Max, Will e as companhias brutais. 
Adoraram ler os dois primeiros? Então digo-vos já que vão amar este "Jogador Irresistível" 


Will, aquela presença sólida na tríade cretina, mulherengo de profissão e dono de um sentido de humor caústico tem, aos seus trinta e dois anos, a vida orientada entre o trabalho, os amigos, as corridas e o exercício físico a pares em dias estipulados da semana. Mulheres e divertimento nunca lhe faltaram mas há um vazio nos seus dias que começa a ganhar terreno.

Hanna, que inicialmente nos é apresentada como Ziggy, é a brilhante croma de laboratório que vive para o trabalho e que tem uma vida social inexistente.
Por insistência do irmão, grande amigo do tempo da faculdade de Will, esta é encaminhada para aprender com o mestre a arte de ser sociável, fazer amigos e gozar um pouco a vida.
Mas desde o primeiro momento percebemos que eles vão acabar por gozar de uma maneira bem diferente daquela que o irmão tinha previsto e garanto-vos, não podia ser melhor.

Um crush de adolescente, uma curiosidade sexual sem limites, uma honestidade crua e descomplexada, uma atracção latente desde o primeiro momento e uma boa amizade que corre sérios riscos de ver os seus tons Coloridos se transformarem em momentos negros nas histórias de Hanna e Will. 

Um capítulo hilariante, sexualmente honesto e com personagens tão boas que queremos entrar no livro e ir beber um copo com elas. Will já desconfiávamos que seria espectacular mas uma coisa que nunca deixa de me agradar imenso nesta série é o facto de as personagens femininas serem SIMPLESMENTE  BRUTAIS.
Brutal....é mesmo a maneira mais fácil de classificar este livro, esta séries, estas duas escritoras que em modo fusão criam este Christina Lauren e nos dão o grande prazer de devorar em meia dúzias de horas estas histórias que nos prendem, nos roubam o sono e nos fazem sorrir.

Quem venha o próximo. Nem quero saber o que é....só quero que chegue porque para Bennett e Chloe há um capítulo que se avizinha louco, para Max e Sara um futuro que cresce a olhos vistos e para estes dois...opah, só o futuro o dirá.

Até lá fica a música para todas aquelas coisas que queremos dizer e que não nos saem...



Os Cretinos, os Estranhos e o Jogadores são uma novidade sempre muito boa da

Relembro a opinião ao Cretino :) que saudades tinha do Bennett

e a opinião ao Estranho (acho que me apetece reler isto tudo!)

4 comentários :

Tempero Literário disse...

Este foi sem dúvidas o meu preferido...mas a verdade é que a série toda é brutal :P
Principalmente o casamento xD

ElsaR disse...

Imagino o casamento....
vou-me sentar quietinha à espera:D

Marilina Simões Fernandes disse...

Olá,
Eu também adoro esta série!
E estou "em pulgas" para ler este novo livro!
;)

ElsaR disse...

Marília é muito bom :) vai adorar