sábado, 5 de agosto de 2017

Opinião "A Salvo Comigo"

Há sombras do passado que se arrastam connosco para toda a vida. No caso de Anna, as sombras estão em todo o lado e prontas para a atacar.


Conhecemos Anna no seu dia a dia metódico, com as suas rotinas quase obsessivo-compulsivas, quer no trabalho como carteira, quer na vida pessoal.
Manias ou resquícios de um passado conturbado, não importa a razão porque uma coisa é certa, a vida de Anna não foi fácil mas ao fim de tantos anos tinha conseguido dar alguma normalidade aos seus dias.
Isto até que Carla, a mulher que culpa por uma tragédia familiar, volta a entrar em cena, como uma ameaça silenciosa que coloca tudo em risco de ruir.

Testemunha de um acidente em que Carla arruína mais uma vida, Anna não para enquanto não lhe apanha o rasto e a leva à justiça pelos crimes presentes e passados.
Mas será assim tudo como Anna se lembra?
Poderá ela confiar nas suas próprias memórias?
E nos outros...em quem poderá Anna confiar quando neste momento nem ela é de confiança ?


Um thriller psicológico que mexe com a nossa cabeça, que nos faz fazer um double check à nossa memória sobre o que lemos antes. Há momentos em que acabamos por nos perguntar "será que sou eu que não me lembro de ter ler isto ou a personagem é que se está a confundir"?
Não ficamos indiferentes ao presente de Anna mas especialmente ao seu passado, que embora já esteja longe, não a deixa de marcar e afectar no presente.
Somos realmente responsáveis por tudo o que acontece na nossa vida?
Quantos de nós não acabamos por pagar pelos erros dos outros?

E o fim...oh raios, não estava à espera desta. Não do fim exactamente mas de algo que se descobre antes e que coloca imensas coisas em perspectiva.

Uma leitura perfeita para um fim de semana de praia e sol.
Boas leituras.

Uma novidade

Sem comentários :