segunda-feira, 19 de março de 2018

Opinião "Caraval"

Antes de entrares no mundo mágico de Caraval, lembra-te...é apenas um jogo!
Mas será...apenas um jogo?



Scarlett cresceu a ouvir histórias fantasiosas sobre Caraval, os jogos anuais repletos de magia, aventura e truques do Mestre Legend e da sua equipa. Todos os anos ansiava por fugir, juntamente com a sua irmã, para um mundo que lhes permitisse esquecer a sua realidade.
Peões sob a mão tirana do seu pai, estas duas irmãs cresceram não na base do respeito mas do medo. A mãe desapareceu quando eram miúdas e secretamente sempre desejaram fazer o mesmo e agora, perto da altura do casamento arranjado de Scarlett, estão mais perto disso do que nunca.
Foram tantos os anos a desejar visitar Caraval que no dia em que chegam os convites para o jogos anuais, acompanhados por uma carta assinada pela mão do próprio Legend, como é possível resistir à tentação?

Scarlett que sempre fez tudo para proteger a irmã acaba por se ver embrulhada numa jornada que nada tem de simples, acompanhada por Julian, um marinho, que nada tem de honesto.
E quando a irmã é raptada e este se torna o ponto fulcral dos jogos desse ano, Scarlett não tem outro remédio do que entrar na onda que a pode levar para uma nova vida ou afundar-la de vez.

Já dizia Albert Einstein, “Tens de aprender as regras do jogo. E, depois, tens de jogar melhor do que qualquer outra pessoa.”.
Com uma vida vivida como peão às mãos do pai, em que jogo entrou Scarlett ao cumprir o velho sonho de visitar Caraval?
Poderá Scarlett bater o Mestre Legend e salvar a irmã?
Ou acabar ainda mais perdida do que quando começou?

Um jogo de sombras e espelhos, repleto de truques destinados a tornar o enredo mais interessante mas capazes de levar alguém à cometer uma loucura, Caraval é tão fora do vulgar como o seu Mestre. Cada participante sabe para o que vai mas estará preparado para lidar com aquilo que leva?

"- Parece-me que tu já não sabes o que significa estar vivo, e a tua irmã está a tentar recordar-te - insistiu ele. -  Mas se a única coisa que te interessa é não correr perigo, voltamos para trás."


Adorei ler este livro!
O meu cérebro automaticamente levou-me para uma Veneza obscura, quase assombrada e apenas com outros noctívagos pelas ruas e canais que já visitei. Não, carnaval não é Veneza mas o seu cérebro levou-me lá :) mind games! 
Adorei as descrições, a maneira fantasiosa como as cenas, os fatos e as emoções são descritas. É uma história bastante visual e que nos permite dar largas à imaginação enquanto lemos.
Não vos quero dar mais detalhes sobre a história porque temo que isso vos tire o entusiasmo da leitura. Eu li opiniões negativas e positivas, o que me fez começar o livro de pé atrás, sem grande entusiasmo. Tendo em conta que consumi o livro em menos de 2 dias, acho que podemos dizer que só me enganei a mim própria :P 

Só não leva 5 estrelas porque embora eu tenha gostado bastante do livro, das reviravoltas, das descrições, metáforas e etc....não me conseguiu arrancar aquele arrepio nas cenas chave, quando já estamos tão envolvidas na história que sofremos como se fossemos a própria personagem
MAS o problema pode estar em mim porque na realidade eu devorei o livro em menos de 2 dias, logo....ele é bom!

Uma novidade, que espero que tenha continuação para breve, pela mão da
Para mais informações visitem o site Editorial Presença 

LEITURA PARA A CATEGORIA 
LIVRO VENCEDOR DO PRÉMIO GOODREADS
NO DESAFIO DE LEITURA EFEITO DOS LIVROS 2018


x

Sem comentários :