Pesquisar neste blogue

A carregar...

sábado, 20 de agosto de 2016

Opinião "Deixei-te ir"


Já vos aconteceu estarem muito bem a ler um livro e lá para o meio uma cena vos deixar de tal forma surpreendidas que sentem uma terrível necessidade de voltar ao princípio para confirmar que não se enganaram nem perderam nada pelo caminho?
Com este livro aconteceu-me isso mesmo.
Deixei-me ir na corrente e depois quando levei com um balde de água fria fiquei em estado de alerta até ao final do livro.
E que estrondo é este "Deixei-te ir".

Uma criança morre, um culpado foge, uma mulher destroçada isola-se, um detective luta para contrabalançar as várias facetas da sua vida mas no fim, isso é pouco para descrever o desenrolar do novelo que é a morte de Jacob e os acontecimentos que levaram até a esse fatídico desfecho que é na realidade nada mais, nada menos que o princípio do livro.
Mas não vos querendo confundir, quando eu mesmo me senti assim, só vos posso dizer, muito resumidamente o seguinte:
Do meio para a frente a história ganha um fôlego que nos rouba o nosso, especialmente em cenas que começam a dar sentido a coisas que aconteceram para trás.
Demasiado confuso?
Não é, acreditem!
E por mais que tenha achado a primeira parte um pouco "demorada", tudo faz sentido na segunda e o ritmo do meio para a frente é alucinante.

Acreditem ainda noutra coisa. Terminei a leitura faz mais de três dias e ainda há eventos e personagens que me dão a volta ao miolo. 
Queria falar mais sobre o livro e sobre um tema em específico mas isso seria dar spoilers e garantidamente é a macabra e tão real temática que me prendeu por completo.

Quando cheguei às últimas páginas consegui visualizar na perfeição, bem cá no fundo da minha mente, como seria a adaptação deste livro a filme. Aquela cena crucial do acidente, os ângulos mortos para o leitor, os segredos escondidos...tudo aquilo que nos é apresentado e posteriormente desconstruído até à verdade.


"Deixei-te ir" foi uma boa surpresa deste verão. Acho que devido a esta leitura vou apostar em mais crime e menos romance nestas férias :) 
E já sei qual será o próximo.

Boas leituras :) 

"Deixei-te ir" é uma aposta
Para mais informações visitem o site Editorial Presença

Sem comentários :