Pesquisar neste blogue

A carregar...

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Quando os livros se tornam filmes :: "Dei-te o melhor de mim"

Queria sentar-me aqui e dizer que não me vieram as lágrimas aos olhos durante o filme, queria...mas não me é possível, as lágrimas são bem mais fortes do que eu.

Nicholas Sparks cria estas histórias que nos fazem sonhar, odiar o mau, pensar na nossa vida ou imaginar aqueles momentos idílicos entre as personagens, e nós, como românticas que somos, caímos que nem umas patinhas. Este autor sabe o que faz, sabe o que prende o seu público e para quem afirmava a pés juntos "não me vejo a ler Nicholas Sparks", hoje sou capaz de dizer que, a pouco e pouco, irei ler todos os seus livros. 

Quando li "Dei-te o melhor de mim" retive dois ou três pontos que, anos depois, encontrei muito bem retratados no filme. A memória não me permite dizer se a adaptação está fiel mas o que está, meus amigos, está óptimo. Extremamente bem captada a personalidade de Dawson, quer em jovem quer em adulto, o fervilhar contagiante de Amanda em miúda e a dualidade entre o coração e a razão em adulta, a presença serena de Tuck e a beleza transcendente da Carolina do Norte. 
Os cenário parecem "photoshopados" de tão belos que são e "Dei-te o melhor de mim" é exactamente o que se espera dele, um lindo romance agora adaptado ao cinema, pronto para roubar suspiros e lágrimas (aos mais emotivos).
Quem tem o livro mais fresco na memória saberá dizer as alterações feitas. Eu fiquei a babar pelo James Marsden! :P

Não percam a oportunidade e levem a cara metade ao cinema ou façam como eu e levem a mãe que é mega fã de Nicholas Sparks.
Acho que qualquer dia faço uma maratona de filmes baseados em livros de Nicholas Sparks.
Romance, pipocas e lágrimas :D

Como não vos posso deixar a opinião ao livro, deixo-vos o trailer e a vontade para irem ao cinema

1 comentário :

Sónia Gomes disse...

Como leitora assidua de Nicholas Sparks, digo-lhe, faça antes uma maratona dos livros dele. Os filmes são muito bons, mas deixam passar sempre muitos promenores importantes. Tenho os livros todos deles e já os li a todos mais que uma vez, assim como já vi todos os filmes, mas acabo sempre por gostar mais do livro. Sou "apaixonada" pelas histórias, pelos personagens e pela forma como ele caracteriza a Carolina do Norte. Só me dá vontade de visitar! Este filme será para ver brevemente!