Pesquisar neste blogue

A carregar...

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Opinião "Doce Tortura"

"Doce Tortura", o segundo livro da autora Rebecca James editado em Portugal, é como um mar com uma corrente forte em que somos puxados, alheios ao perigo, aos segredos que se escondem na escuridão de Fairview.

citação de Veronica Roth, Allegiant

Tim vive um momento stand by na sua vida. Regresso recentemente de viagem, daquelas que fazemos para dar sentido à vida e nos encontramos mas para Tim não foi mais que uma desculpa para surfar o mar da Tailândia. Voltar a Sidney, à sua vida relaxada não parece ser um problema excepto para a ex namorada que lhe permitiu ocupar o sofá lá casa e que sente que já gastou todos os créditos de hospitalidade destinados a Tim.
Com pequeno empurrão de Lilla, a ex, Tim rapidamente encontra um quarto que parece bom de mais para ser verdade. E habitualmente tudo o que parece bom de mais traz sempre qualquer coisa escondida que não aparece logo à superfície.
É é assim que Tim vai parar a Fairview e à vida de Anna London, a estranha e recatada senhoria que não tem mais que a sua idade mas é dona de uma das maiores casas de um bairro fino de Sidney e de uma tristeza tão grande que ocupa todos os metros quadrados da escura e sinistra habitação.
Mas quando coisas bizarras começam a acontecer, Tim questionam-se até que ponto Anna é uma pessoa normal, em posse de todas as suas faculdades. Ou estará a majestosa Fairview assombrada por algo mais que a tristeza e medo dos residentes?
Até que ponto o medo nos pode consumir as forças, a vontade de viver e de sair para o mundo?
Será a ligação entre Tim e Anna capaz de os salvar e dar sentido às suas vidas?
E se a causa dos seus problemas lhes for alheia e para nós uma total surpresa?

"Doce tortura" prendeu-me em Fairview, fez-me questionar muita coisa, arrepiou-me os pêlos dos braços e não me permitiu ficar indiferente ao rumo e consequente desfecho da história de Tim, Anna e dos restantes intervenientes, assim como ainda me deixou de boca aberta por saber o caminho que os levou até ao momento presente.

Numa visão alternada entra Tim e Anna, "Doce tortura" é uma história com um pouco de suspense, drama, romance, tudo na intrincada rede que são as relações humanas, os nossos actos e as suas consequências.
Falar mais sobre esta história era tirar-vos o gostinho de ler e conhecer a história à medida que as páginas vão passando.

Óptima companhia para um dia de praia, especialmente porque nos faz querer viajar daqui para Sidney.
Boas leituras!

Entretanto, com a leitura deste livro, o outro publicado anteriormente "Não há bela sem senão" entre automaticamente para a wishlist.

Uma novidade

Sem comentários :