Pesquisar neste blogue

A carregar...

domingo, 24 de maio de 2015

Opinião "YGGDRASIL" de MBarreto Condado

Quando li a sinopse de Yggdrasil fiquei com a pulga atrás da orelha. Embora as minhas leituras no mundo do fantástico seja pontuais e quase sempre de duas ou três autoras específicas, não coloquei de parte a possibilidade de ler uma história que não só nasceu em português como tem nas personagens principais uma Maria, que podia ser qualquer uma de nós.
E com Yggdrasil como destino, lá parti eu de Lisboa rumo a Dublin, pelo menos em pensamento.


Quando Maria se mudou de malas e bagagens para Dublin, estava longe de imaginar que a sua vida ia ser mais que a rotina casa-escola-casa.
O momento em que conheceu Rhenan e a sua família estabeleceu um ponto de partida para algo que iria mudar para sempre a sua vida e dos MacCumhaill.
Quem diria que aquela peculiar família escondia um segredo secular?
Quem poderia pensar que Maria, a calma e estudiosa portuguesa, seria o elemento chave que iria desencadear uma Era pela qual tantos aguardavam?

Entre a auto descoberta de Maria, o sentimento forte que nasce entre ela e o um dos irmãos MacCumhaill e a ligação entre os vários elementos da família, vemos dar início a Era da Profecia do Sangue na qual cada um terá um papel a desempenhar, sendo o de Maria, uma vidente Sidhe recém iluminada pelo conhecimento, um dos mais importantes.

“Yggdrasil” é uma mistura de mitologia celta e nórdica, com amor, fraternidade e destino, um que une Maria aos MacCumhaill, especialmente a Rhenan. 

"Prometo...que nunca terás fome de amor, pois eu o alimentarei, com cada pedaço da minha alma. Prometo que nunca sentirás sede de amor, pois eu te saciarei com cada gota do meu sangue..."

Para os amantes de histórias fantásticas, com mais ou menos conhecimentos de sobre os temas abordados, é sempre uma história que nos embala, que nos incita a procurar a justiça e saber se no final, mesmo que um em aberto com cheirinho a segundo volume, as nossas personagens principais têm direito a um viveram felizes para sempre, ou pelo menos um, vivem felizes neste momento.

Mesmo embalada pela história reparei em detalhes que mudaria na história ou no modo como nos é contada. Ainda bem que esta é uma das vezes em que a nossa opinião realmente chega ao autor e este pode saber o que o leitor sentiu quando leu o seu livro.

Espero que Yggdrasil tenha continuação, sei que os irmãos MacCumhaill mereciam ter cada um a sua história desenvolvida, assim como a profecia um capítulo mais explicativo sobre Yggdrasil, os mundos que protege e os seres que habitam.

Yggdrasil é uma aposta


Sem comentários :