domingo, 15 de novembro de 2015

Opinião "Deixa-te Levar" de Megan Maxwell

Weepaa! Que saudades dos irmãos Ferrara e das feras que os rodeiam.
Embora para mim ninguém consiga destronar Bjorn e Melanie em "Surpreende-me", os personagens de Megan Maxwell conseguem cativar- nos e converterem-nos em amigos que se afligem pelos seus males e se alegram pelas vitórias nas suas vidas.
E agora, na história de Ruth e Tony o sentimento mantém-se.


Já conhecemos Tony da história do seu irmão em "Adivinha quem sou". Gostamos dele, do carisma característico de ser um Ferrasa e agora temos oportunidade de o ver a ir atrás de uma mulher pela primeira vez na sua vida de mulherengo a quem as mulheres perseguem. O alvo dessa perseguição é Ruth, uma emprega de mesa que se destaca pela sua atitude desprendida e o seu cabelo multicolor, o completo oposto das mulheres sofisticadas e aperaltadas com que Tony sai noite sim....noite sim!
Determinado em causar impacto em Ruth, que aparenta total desinteresse nele, Tony vai à luta e mal sabe que aquele remoinho de cor, sedução e respostas certeiras tem associado a si um furacão el nino que Tony desconhece até já ser tarde de mais.
Estará o eterno mulherengo Tony Ferrasa preparado para dar o seu coração a uma única mulher? E será que está preparado para a dividir com outros? 
Hey...respeito, não é o que pensam. Ruth é mãe solteira e mata-se a trabalhar para cuidar dos filhos. Com "Deixa-te levar" Megan Maxwell fala-me perto do coração, como aconteceu com "Surpreende-me".

Estará Tony preparado para ter mais do que aquilo que pediu? 
E quando o presente de Ruth lhe é revelado será Tony homem suficiente para apoiar a mulher que ama? E quando o passado reaparece, será esse o fim da linha para estes dois amantes?

Uma vez mais Megan não desilude e entrega-nos uma história cheia de animação, música, laços familiares e de amizade fortes e ainda, a oportunidade de voltarmos a ver a família ferrasa em acção.
Adoro que a autora crie sempre personagens femininas fortes e com uma boa dose de realidade. Sim, porque depois cria homens que só existem nos livros ahahah
Ai ai Megan Megan...o que nos espera depois de Eric, Bjorn, Dylan, Tony...vá e Omar, que se redime neste livro com a sua "bichinha"...o que nos espera?

Tenho só a salientar uma coisa que achei menos positiva. Senti que de início do livro, a história de Ruth nos é debitada a despachar mas tirando isso, temos um livro do género a que Megan já nos habituou, que conta com os elementos que lhe são característicos e tem ainda um pouco mais de acção do que o habitual. 

Quem venha o próximo!
Já ficámos a saber que "Pídeme lo que quieras y yo te lo daré" sairá em Portugal no primeiro semestre de 2016.
Ficam a conhecer a capa. Linda!


Por aqui não temos perdido um livro da autora publicado em Portugal. Relembramos as opiniões:
Deixo-vos a opinião à trilogia Pede-me o que quiseres, que nos conta a história de Eric e Judith
 
entrevista com a Megan Maxwell e a opinião a Surpreende-me, a "continuação" da trilogia

Opinião ao primeiro livro da duologia "Adivinha quem sou", com a história de Dylan (irmão de Tony) e Yanira
http://efeitodoslivros.blogspot.pt/2015/01/opiniao-adivinha-quem-sou.html
e ao segundo "Adivinha quem sou esta noite", conclusão da duologia sobre Dylan e Yanira.

Boas leituras!

Megan Maxwell é uma aposta

3 comentários :

Fabíola Valente disse...

Este livro foi muito do meu agrado! Embora pense que há expressões castelhanas que não foram bem conseguidas! Como castelhana que sou adorei as músicas em espanhol, adorei que o título dos capítulos fosse escrito em espanhol, adorei tudo o que me fez lembrar a minha língua materna! Um bom romance, como Megan Maxwell já nos habitou!

Letícia França disse...

Eu quero mt leeer, mas não o encontro nem por um decreto e ainda tem o livro da Coral.
Estou aos prantos, quero muito ler

Mayra Costa disse...

Qual o livro da coral??? E onde acho esse???