domingo, 24 de fevereiro de 2013

"O amor não escolhe idades" de Sheila Norton

O Passado é História, o Futuro um mistério e o Presente uma oferta para ser aproveitada ao máximo.
A minha opinião:
"O amor não escolhe idades", nem momentos e muito menos segue na direcção que nós pensamos que ele se pode dirigir. Quase como uma versão soft de a Anatomia de Grey na visão da recepcionista das consultas externas, "O amor não escolhe idades" centra-se na vida de Rosie, quarentona prisioneira da monotonia dos seus dias vividos entre o hospital, o marido acomodado a ver futebol no sofá e os filhos, já donos e senhores dos seus narizes, mas que ainda dependem dela.

Por vezes um simples comentário, com referência a algo cómodo, gasto e desinteressante (como uma poltrona velha!), pode ser a bomba atómica necessária para desencadear uma explosão de pensamentos na cabeça de alguém, especialmente se for uma mulher que já tem a sua auto-confiança com valores assustadoramente baixos. O que aconteceu com Rosie, podia acontecer com qualquer pessoa.
Quantos nós já não nos sentimos perplexos perante uma opinião de algum amigo ou conhecido? Quantas vezes não desejamos transmitir uma coisa e os outros têm uma percepção de algo completamente diferente.

Rosie queria ser vista como dinâmica, criativa e carismática mas quando a conhecemos era mais acomodada e infeliz. Uma série de eventos e uma reavaliação do seu lugar no mundo fazem Rosie começar a viver, a pouco e pouco, uma grande aventura repleta excitantes eventos que a levam a ser o falatório do hospital e a descobrir que a verdade está, por vezes, mesmo debaixo dos nossos olhos.

Um livro que fala sobre oportunidades, as que perdemos e as que tornamos em algo mais. Seja nos 20s seja nos 40s (como a personagem), não devemos baixar os braços e ficar a ver o tempo passar, como se diz tão vulgarmente, "Carpe diem".

Dois apontamentos:
O título original do livro é "Body & Soul" por ainda bem que traduziram para "o Amor não tem idades", caso contrário ia soar a algo de auto-ajuda ou da secção de nutrição.
Quem já leu, que idade acha que a personagem do Ashley Conner tem? De início fiquei com a ideia que fosse alguém muito mais novo que a Rosie mas depois, mais para o fim, percebo o contrário.

Temos surpresas antes do final do dia :D
BOAS LEITURAS

1 comentário :

Clarinda disse...

Tenho o livro na estante. Fiquei curiosa com a tua opinião. Acho que lhe vou pegar ainda este mês!
bj