Pesquisar neste blogue

A carregar...

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Passatempo "A Espia"

Ahh ficaram tristonhos porque não ganharam o exemplar que sorteamos durante o mês de Setembro?
não desanimem!
Temos mais um :D
E este vem acompanhado de pequenos caderninhos de apontamentos iguais à capa do "A Espia", o novo livro de Paulo Coelho.
Já leram a nossa opinião?


Passatempo termina a 8/10/2016

Para se habilitar ao passatempo, preencha o formulário abaixo e siga as regras dos nossos passatempos:

ATENÇÃO - REGRAS:
- O preenchimento do formulário é obrigatório para se habilitar ao passatempo.
- Podem participar todos os dias, basta voltar a preencher o formulário.
- Só serão apuradas participações de fãs e/ou seguidores.
- Ser fã e seguidor, duplica as hipóteses de ganhar.
- Aceitamos participações de residentes em Portugal.
- Sorteamos os prémios no random.org entre todos as participações.
- O prémio será enviado pela Editora.

Passatempo em parceria com

Boa sorte!

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Opinião "Viver sem ti"


Reencontramos Lou em...bem, onde eu não a esperava encontrar. 
Deixámos Louisa em Paris, com uma recém descoberta força e um novo caminho para andar. Mas o inevitável acabou por acontecer, o estado de normalidade irreal do "é possível ser feliz sem Will Traynor" abate-se sob Lou como uma chuva torrencial num céu que sempre teve algumas nuvens cinzentas. Desde o fim de "Viver depois de ti", sem Will, sem contacto próximo com a família, sozinha numa cidade grande e sem perspectivas de futuro, quem é que não se deixaria abater?
Quem não cairia fundo? 
A questão é....quão fundo ?

Jojo pegou na nossa personagem colorida e deu-lhe um degradé de luto. As roupas que são a sua imagem de marca estão arrumadas e as perspectivas de futuro que se avizinhavam depois de Paris são um oásis num deserto que do qual Lou arranja mil desculpas para não beber. 
No entanto, fiel a si mesma e leal aos que ama, Lou vê-se metida numa nova aventura, num desafio capaz de virar a vida de alguém do avesso (e nem sempre de uma boa maneira)

"O que faria Will?"

Muito mais que uma presença mas muito menos presente do que pensei, o carismático Will continua a ser o elemento motor, uma cola que por mais antiga e estranha que seja, ainda liga as personagens entre si.

E será que "Viver sem ti" é fácil?
Não, nada é fácil. Mas tudo se aprende, tudo se reconstrói, mesmo sem se esquecer quem um dia foi o mundo ou levou uma parte dele consigo.

PS: eu tinha lido, na altura em que o livro saiu em inglês, que alguém algures tinha dito que o livro não trazia nada de novo, que até era um monstro de frankestein literário que colava um bocado daqui, um bocado dali, especialmente de uma certa história que começa como este parágrafo e acaba em I Love you. 
Estarei eu tão habituada aos monstros que já não os vejo? Será que a memória me engana e nunca li nada disso? Ou o pessoal gosta simplesmente de criticar?

Eu fiquei deveras surpreendida com "Viver sem ti", especialmente porque levava o pé atrás devido a uma crítica que supostamente li. 
Lou, mesmo que em marca de água ao longo de grande parte da história devido ao momento que vive, é fortemente compensada e devidamente acompanhada pelas cores mais verdadeiras das personagens que a rodeiam, pelos seus desgostos, revoltas, fidelidades, descobertas e revelações.

Lou deixa-nos aqui mas nós não podíamos ficar mais contentes de a ver partir.
Para mim, ver a sua história chegar ao fim, é o mesmo que me despedir de uma amiga em quem secretamente me revejo e com quem instantaneamente travei amizade.

Vai Lou...vive intensamente :)
E que todos encontremos a coragem de fazer o mesmo.

E para quem ainda não teve oportunidade de ouvir com atenção a banda sonora da adaptação do primeiro livro, façam-me um favor, cliquem no play na próxima caixinha. 
De nada! :D


Os livros de Jojo Moyes são uma grande aposta

Relembro a opinião ao primeiro livro "Viver depois de ti"

Resultado Passatempo "A Espia" em Parceria com a Booksmarket

E sem mais demora, temos a oportunidade de anunciar o vencedor do mais recente livro de Paulo Coelho, "A Espia".
Em parceria com a Booksmarket tivemos a oportunidade de oferecer esta magnífica novidade.
Aproveitem para ler a nossa opinião já publicada aqui.


Das 1427 participações recebidas, temos o prazer de anunciar que o nº 874 é vencedor.
PARABÉNS Rui Alves!

Este passatempo foi efectuado em parceria com a Booksmarket.
Aproveitem para ficar a conhecer as novidades

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Passatempo "Viver sem ti"

Hey...desta vez não temos meias de abelha para dar, apenas a oportunidade de ficarem a conhecer a continuação da história de Louisa. :)

Não percam a oportunidade de ganhar um exemplar de "Viver sem ti" que sorteamos em parceria com ao Porto Editora.
MAS...Não leiam este sem ler o primeiro...não façam isso! :D


Passatempo termina a 8/10/2016

Para se habilitar ao passatempo, preencha o formulário abaixo e siga as regras dos nossos passatempos:

ATENÇÃO - REGRAS:
- O preenchimento do formulário é obrigatório para se habilitar ao passatempo.
- Podem participar todos os dias, basta voltar a preencher o formulário.
- Só serão apuradas participações de fãs e/ou seguidores.
- Ser fã e seguidor, duplica as hipóteses de ganhar.
- Aceitamos participações de residentes em Portugal.
- Sorteamos os prémios no random.org entre todos as participações.
- O prémio será enviado pela Editora.

Boa sorte!

Um passatempo em parceria com 

Novidade Porto Editora :: "Como vento selvagem"

Como temos uma grande fã de Sveva na família (a mãe, claro!) estamos sempre atentas às novidades.
Dia 6 de Outubro chega mais um livro da rainha do romance italiano.
Quem sabe não acabo a ler mais um livro da Sveva. Gostei bastante do último, "A Vinha do Anjo"


Mistral Vernati, o grande campeão de Fórmula Um, está em coma no hospital, depois de um terrível acidente na pista de Monza. Enquanto Mistral luta pela vida, uma pequena multidão de personagens move-se à sua volta, com motivações diversas e nem sempre confessáveis. Maria, a companheira, o seu primeiro e único amor; a mãe, que nunca conseguiu compreender as suas opções de vida, mas para quem ele era a sua razão de viver; Chantal, a mulher que nunca o libertou de um casamento falhado, e que mesmo naquele momento dramático só pensa em arruiná-lo; os filhos, Manuel e Fiamma. Entre recordações e segredos, descobriremos a verdadeira história de Mistral e Maria. 

Sveva Casati Modignani, apresenta-nos uma história tão romântica quanto dolorosa, dando vida a figuras inesquecíveis que animam a soberba intriga deste romance.


Uma novidade

Resultado Passatempo de Verão - Livro "Coisas nada aborrecidas para ser muito feliz" de MR. Wonderful

Hoje é dia de lançar resultados de passatempos :) 
E aqui fica mais um.
Em parceria com a Marcador e a Mr. Wonderful


COMO O VERÃO NOS DEIXA MUITOS FELIZES temos de encontrar alguma maneira de o fazer perpetuar no início do Outono.
Por esse motivo, aqui fica o vencedor do livro "Coisas nada aborrecidas para ser muito feliz"

Com 826 participações, temos o prazer de anunciar que a vencedora, com o nº 402 é a nossa seguidora Ana Vitorino.

Parabéns!!

Este passatempo foi realizado com o apoio MARCADOR
Fiquem igualmente a conhecer o site do Mr. Wonderful

Resultado Passatempo "O Projeto Rosie"

Devíamos ter sido umas boas meninas e já ter divulgado esta informação no fim de semana mas sabem uma coisa....
Foi fim de semana ! ahahha

Sem mais demoras....


Com 879 participações, "O Projeto Rosie" vai para casa com a participação Nº 425, que pertence à Sandra Albino.

PARABÉNS!!!

Passatempo realizado com o apoio 

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Opinião "A Espia"

Margaretha Zelle. Curioso como este nome, muito provavelmente, não vos diz nada.
Mas se eu disser Mata Hari, que imagem vos vêm à cabeça? 
Uma mulher fatal? Uma espia? Uma mulher capaz de roubar segredos de estado com o menear das suas ancas? Ou uma mulher cujo maior crime cometido foi ser livre à sua própria maneira?


Mata Hari sempre despertou em mim alguma curiosidade feminina mas realmente percebi que não sabia assim tanto sobre quem ela realmente era. Num mundo de homens é interessante olhar para as mulheres que se destacam, pelo bem ou pelo mal.
Curiosamente este livro deu-me a oportunidade de olhar mais intimamente para a vida de uma mulher que tantos pintaram de uma maneira errada e que em certos detalhes não podia estar mais longe da verdade.
Margaretha, enquanto era esse o seu nome, não teve aquilo que sempre ambicionou, a felicidade. 
Quando se tornou Mata Hari, fê-lo de modo a encontrar uma saída fácil para uma vida difícil mas nem por isso ficou numa situação melhor.
Mulher vítima de violência doméstica, dançarina exótica que deslumbrou os palco de Paris, amante de nomes sonantes da época, possível espia para dois países inimigos, Margaretha foi um sem número de pessoas numa só vida.

Paulo Coelho dá-nos uma visão romanceada e resumida, contada na primeira pessoa, dos momentos que Mata Hari descreve ao seu advogado (e pontualmente amante) e que a levaram até aos seus momentos finais.
Ao longo do pequeno livro (consumido em duas horas) quase que a podemos imaginar ali, sentada na sua cela imunda mas no seu melhor robe de seda, com o olhar altivo de quem acha que tem tudo controlado mas não podia estar mais perdida na vida.


Este livro é sem dúvida um ponto de partida para quem deseja mergulhar na vida de Margaretha, enquanto holandesa infeliz e em fuga e uma Mata Hari em tempos deusa dos palcos parisienses que acabou frente a frente com um pelotão de fuzilamento.

No entanto, das muitas coisas que possam não ter corrido bem na sua vida, numa foi sem dúvida bem sucedida. Os anos passaram mas ela não foi esquecida e ainda hoje Mata Hari é sinónimo de mulher fatal. Problema é que para Margaretha, ser Mata Hari acabou por ser fatal para ela mesma.

"A Espia" é uma novidade

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Opinião "Tudo, Tudo...e Nós"


Comecei a ler este livro numa esplanada lisboeta num dia quente de setembro. Do incomodo com o barulho de terceiros e excesso de calor passei, graças à leitura, para um estado de contemplação abençoado da dança de sombras das folhas das árvore nas paginas impressas do meu livro. Uma historia sobre uma rapariga de 18 anos incapaz de sair para o mundo exterior, habitante de uma cápsula descontaminada a que chama casa, limitada a uma vida que a doença rara que tem a prende.
Meia dúzia de páginas e eu estava perdida na contemplação que Maddeline não poderia fazer pessoalmente mas não nós continuamente tomamos por garantida ou ignoramos.

Madeleine não conheceu outro modo de vida. O exterior representa o fim e os seus livros, juntamente com a rotina de temperatura, medições e convívio com a mãe e a enfermeira, são a única realidade que conhece. Determinada em viver pacificamente a sua vida, longe de confusões, preocupações ou desejos, Madeleine não almeja por mais do que sabe que pode ter.

Mas tudo muda no momento em que Olly aparece. O vizinho enigmático da casa da frente, o anjo vestido de negro, que se mexe com uma graciosidade que parece ser de outro mundo para a "quebrável" Madeline.
E a pensam que sabem o que vai acontecer enganam-se.
Esta história é mais que um rapaz conhece rapariga. E um "rapariga conhece uma série de verbos de ação que desconhecia até então", "rapariga conhece o mundo com um mergulho num olhar", "rapariga tem experiência sensorial inigualável com o toque quente do rapaz que lhe rouba o rumo sem destino da sua vida". Oh esta história tem muito mais que um rapaz e uma rapariga. Tem duas famílias, tem uma doença (infelizmente até mais do que uma), um desafio, um segredo, inúmeros spoilers e uma nova definição de amor.


Serei a única que tem uma vozinha na cabeça que lhe vai dizendo coisas coisas a meio da leitura? Coisas como: "Elsa isto vai acontecer assim", "tu prepara-te que isto vai doer" ou "oh raio, não chores, tás no comboio!".
Desta vez a voz na cabeça (um possível sinal da minha loucura) estava certíssima mas lá para meio da leitura embrenhei-me de tal maneira que a história passou-me uma rasteira e fui a deslizar até um final que é....tudo, tudo :)

Levo sorrisos, uma dor específica mascarada de pena que Maddy não me deixaria mostrar e uma recente vontade de parar mais e olhar à volta para absorver o mundo tal como ele é.

Espero que o filme chegue rápido. Vou ficar sentadinha à espera :)
Até lá...não vamos desperdiçar os nossos dias.

"Tudo, tudo...e nós" é uma aposta
Para mais informações visitem o site Editorial Presença

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Opinião "O Projeto Rosie"

O Projecto Rosie :)
Só o nome é suficiente para me fazer sorrir.
Esta não é uma leitura nova para mim. São raros os livros que releio num espaço de tempo tão curto mas com o lançamento da nova edição (pela Editorial Presença) senti uma curiosidade imensa em revisitar o peculiar Don, os seus projectos e a vida organizadinha que ele vivia até a rabanada de vento ciclónico que é Rosie ter entrado na sua vida.


Pragmático e peculiar, Don Tillman é um homem super inteligente que tem o cérebro programado de uma maneira completamente diferente das outras pessoas. Ao longo dos seus 40 anos fez os possíveis para viver a vida de acordo com a sua regras, o que por vezes o tornou o centro das atenções ou o fez ser etiquetado com o esquisito por não seguir as convenções sociais adequadas.
Mas quando pensa em arranjar uma mulher adequada aos seus gostos é que a animação começa na sua vida (e na nossa).

Habituado a estar em controlo de todas as variáveis do seu dia a dia cronometrado ao minuto, uma coisa que Don não conseguiu fazer com sucesso, foi arranjar uma namorada/potencial parceira para a vida/mulher.
Mas tudo está em vias de mudar.


Numa sucessão de cenas hilariantes, Don inicia o Projecto Esposa que o leva a um sem número de situações caricatas com os restantes intervenientes da sua história.
Desde a sua maneira estandardizada de falar aos momentos hilariantes que o seu comportamento causa, vemo-nos inicialmente admirados com Don e depois completamente rendidos.
Existe algures no mundo uma mulher capaz de encaixar no perfil super filtrado que Don criou?
Ou será Don a ter de alterar algo na sua vida altamente organizada para encaixar mais um interveniente?

Contar mais seria tirar o prazer da leitura deste divertido livro que me entreteve tanto da primeira vez e que ainda consegue me surpreender e deliciar nesta segunda volta.

Espero não ter de esperar muito para ler a continuação e quem sabe, para ver a sua adaptação ao cinema ou televisão.

Para uma outra opinião, leiam o comentário da Cris aqui.
Para mais informações sobre o livro visitem o site Editorial Presença

Iniciativa Efeito Partilha - Leva-me contigo

Quantas histórias ficam guardadas nas estantes sem serem lidas?
Quantos livros são lidos e deixados ao esquecimento em nossas casas?
E se esses livros que acumulam pó na estante encontrassem um novo lar?
E se os partilhássemos com outros leitores?


Desde que vimos a notícia sobre a iniciativa da Biblioteca de S. Lázaro e a Junta de Freguesia de Arroios que temos uma enorme vontade de fazer algo semelhante.
É verdade que não temos 2500 livros para dar, mas é com imenso gosto que iremos distribuir por Lisboa e arredores as poucas dezenas que colocámos de lado nesta ultima organização da estante do Efeito dos Livros.

Sei que estão a pensar "se não queres, podes dar-me a mim" e de certa maneira é o que vamos fazer.

Com o objectivo de divulgar o Efeito dos Livros, o nosso amor pela leitura e o Bookcrossing, iremos no decorrer das próximas semanas, deixar em: bancos de jardim, comboios, barcos, estações e outros locais aleatórios, alguns livros que já nos deram alegrias, tristezas e outros ainda que não tivemos oportunidade de ficar a conhecer, mas que esperemos que façam muitos leitores felizes.

Se encontrarem um dos nossos livros, só pedimos que nos visitem, partilhem connosco uma foto/comentário/opinião do livro e que acima de tudo apreciem a leitura, se poderem incluam também as tag's:
 #oefeitopartilha
#efeitodoslivros

Acompanhem a iniciativa no nosso Facebook.
Visitem a nossa estante no Bookcrossing.

Boas leituras!
A equipa

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Novidade Topseller :: "9 de Novembro"

Ainda de ressaca literária da leitura de "It ends with us", tenho todo o gosto em divulgar o próximo livro em português da que é provavelmente a minha autora preferida.
"9 de Novembro" chega já dia 19 de Setembro.
Depois daquilo que li antes, estou preparada para tudo. Manda vir Colleen!!


A história de um amor capaz de curar e renovar a vida. O dia 9 de novembro.
No último dia de Fallon em Los Angeles, a sua vida cruza-se com a de Ben e os dois apaixonam-se perdidamente. A química que os une é tão forte e incontrolável que, apesar de Fallon estar a caminho de Nova Iorque, os dois prometem encontrar-se novamente. Os reencontros Durante cinco anos, sempre no dia 9 de novembro, Fallon e Ben encontram-se para construírem a sua história de amor, entre as várias relações e atribulações das suas vidas separadas. Apesar de só estarem juntos uma vez por ano, os dois envolvem-se cada vez mais e partilham um amor pleno de entrega, paixão e intensidade, capaz de os transformar e de sarar cicatrizes profundas. Cinco anos depois Fallon descobre que Ben carregou um enorme segredo durante cinco anos. O choque e a desilusão tomam conta do coração da jovem, devastada com a possibilidade de tudo ter sido uma farsa. Estarão os dois preparados para aceitar que as histórias de amor nem sempre têm um final feliz? Ou será Fallon capaz de perdoar o homem que ama? O passado, o presente e o futuro cruzam-se num livro arrebatador e envolvente.

Uma mega novidade

Para quem ainda não teve a sorte (ou o azar!) de ficar a conhecer esta autora, vejam a nossa opinião aos seus livros já editados em Portugal.